2018/05/03

Google Maps simplifica APIs mas passa a exigir dados de pagamento até para uso gratuito


A Google está a "arrumar a casa" no que diz respeito ao acesso aos serviços relacionados com mapas, localização e navegação; mas as alterações arriscam-se a causar enorme frustração entre os utilizadores actuais.

Com esta reformulação o Google Maps combinará 18 APIs individuais em três categorias: Maps, Routes e Places, com o objectivo de facilitar a vida aos utilizadores, e para isso também refere que estas actualizações não irão obrigar a alterações no código. Algo um pouco estranho, quando na documentação para a transição dos actuais utilizadores é referido que a partir de 11 de Junho todos os pedidos sem chave de acesso retornarão imagens de baixa resolução com a indicação "for development purposes only", e muitas outras APIs deixarão de responder a esses pedidos.

Mas há outra parte que a Google também apresenta como sendo uma simplificação e que é aquela que está a causar maiores preocupações entre os utilizadores... o pagamento!


Agora, para utilizar as APIs do Google Maps será obrigatório ter os dados de pagamento preenchidos; mesmo se continua a haver uma modalidade "gratuita" - pois a Google continua a disponibilizar diversos modos gratuitos, como integrar um Google Map num site, e oferece até $200 de crédito mensal para os serviços pagos. Ou seja, para muitos utilizadores, a conta de utilização das APIs do Google Maps continuará a ser gratuita... com a diferença de que a Google tem os dados para cobrar caso, por algum motivo, se ultrapassem os tais limites (anteriormente, ficavam simplesmente com o serviço suspenso).

... Mas, como é costume nestes casos, a Google é que manda, e os developers terão apenas que aceitar as novas regras, ou mudarem-se para outros serviços que sejam mais receptivos aos seus pedidos. Resta saber se serão em número suficiente para fazer com que a Google reconsidere esta questão dos pagamentos... mas uma vez que se tratam de clientes que à partida se enquadram na modalidade gratuita, mesmo que se mudem para outro serviço, a Google "não perde nada".

5 comentários:

  1. Que "jogada" tão opaca... :(

    Está na hora de começar a estudar o https://www.openstreetmap.org

    ResponderEliminar
  2. O Don't be evil, cada vez sai mais de cena... :(

    ResponderEliminar
  3. Cheirame que esta história está um pouco mal contada.
    E o que vai acontecer ao Waze, que é da Google?
    Temos sempre o Waze ou o Maps da Nokia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vai acontecer nada ao Waze... É um produto da Google, mas que tem tido desenvolvimento independente, não muda nada.

      Eliminar
  4. Me ferrei tanto o meu sistema web e meu app! Utilizo api que são gratuitas agora não sei o que faço.

    ResponderEliminar

[pub]