2018/05/02

Pandora diz que excesso de publicidade tem mais desvantagens que vantagens


A tentação de injectar mais e mais publicidade nos serviços de streaming de música gratuitos pode não ter o resultado esperado, como revela um estudo feito ao longo de quase dois anos pelo serviço de streaming Pandora.

Enquanto deste lado do Atlântico a preferência vá para o Spotify, o serviço Pandora é também um dos mais poulares serviços de streaming de música, e ao longo de 20 meses fez um estudo para avaliar o impacto de injectar mais publicidade na sua modalidade gratuita. E os resultados são aqueles que muitos poderiam imaginar.

Embora a publicidade acrescida no streaming possa levar alguns utilizadores a optarem pelo serviço pago, faz com que muitos mais passem a ouvir menos música ou a abandonar o serviço por completo. No final, feitas as contas, o lucro ganho com os novos clientes pagantes não chega para compensar o dinheiro da publicidade perdido com aqueles que abandonaram o serviço.

Uma conclusão que vai ao encontro da táctica utilizada pelo Spotify, que recentemente começou a dar ainda mais liberdade aos utilizadores gratuitos, permitindo que escolham as músicas que querem ouvir (mas de uma selecção limitada); e que potencialmente terá efeitos mais positivos ao tentar atrair novos clientes pagantes pela "positiva", em vez de o tentar fazer pela "negativa" com publicidade excessiva que se torne contraproducente, como comprovado por este estudo.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]