2018/05/31

Quase 3000 apps da App Store rendem mais de $1 milhão por ano


Os tempos da euforia da "corrida às apps" como forma de ficar rico já lá vão, mas segundo a App Annie as apps continuam a ser cada vez mais lucrativas, havendo actualmente quase 3000 apps que rendem mais de 1 milhão de dólares por ano.

A App Annie, empresa que se dedica a analisar as estatísticas de utilização das apps, fez um apanhado dos 10 anos da App Store da Apple, e há algumas coisas interessantes.

Embora a Play Store da Google tenha ultrapassado o número de downloads da App Store em 2013 e essa vantagem tenha aumentado ao longo dos anos - em 2017 representando 70% dos downloads - a Apple continua a ter a plataforma onde os utilizadores mais gastam dinheiro, e curiosamente tendo conseguido aumentar essa vantagem, mesmo face ao volume superior de downloads das apps Android.


É também curioso que esta receita nas apps esteja a vir, na sua maior parte, da região da Ásia e Pacífico, já responsável por cerca de metade dos downloads e quase 60% do dinheiro gasto nas apps; fatia que tem reduzido proporcionalmente o "valor" dos mercados Europeus (inseridos no EMEA) e Americano.


E quais as apps mais lucrativas? Sem surpresa... são os jogos; que mesmo sendo responsáveis por apenas 31% dos downloads, representam 75% dos gastos nas apps - sendo "assustador" o peso que têm nos mercados asiáticos.

Por fim, e em jeito de sinal de esperança para quem ainda achar que pode ficar rico à custa de uma app, há cada vez mais apps "milionárias". Se em 2012 apenas 770 apps conseguiram facturar mais de 1 milhão de dólares por ano, em 2017 esse número era de 2857, sendo que 564 das quais facturam mais de 10 milhões de dólares por ano

Parecem boas perspectivas, mas não se esqueçam que no início de 2017 a App Store contava com 2.2 milhões de apps; o que faz com que a percentagem de apps "milionárias" seja de apenas 0.129%... e aquelas que passam os 10 milhões de dólares sejam apenas 0.02%. Ou seja, não bastará estar no top 1% da app Store... para entrarem neste clube terão que entrar no top dos 0.1% e 0.01% respectivamente. Coisa (nada) fácil, portanto...

1 comentário:

  1. Realmente o top é claramente difícil de aceder. Mas, uma equipa de 5 a manter uma app que dá "apenas" 100 mil por ano? Quantas estão nesse intervalo? Já deverá ser um objetivo bastante mais viável e muito interessante.

    ResponderEliminar

[pub]