2018/07/03

AT&T já começou a aumentar preços - depois de garantir que não o faria


Enquanto deste lado do Atlântico nos vamos preocupando com a censura na internet e a taxa nos links, nos EUA começam a ressurgir os atropelos à neutralidade da net e aos resultados da junção da AT&T e a Time Warner.

A junção dos dois colossos norte-americanos AT&T e Time Warner fez surgir enormes preocupações quanto ao potencial para abuso de uma empresa desta dimensão, mas foi ultimamente aprovada devido à perspectiva apresentada pela AT&T de que esta dimensão seria "indispensável" para poder competir com os gigantes tecnológicos como a Facebook, Apple, Amazon, Netflix e Google (que resultam no memorável acrónimo FAANG).

Relativamente às críticas do Departamento de Justiça norte-americano, que se opunha a esta junção e referia que este poderio acrescido da AT&T lhe dava um caminho aberto para aumentar os preços sem que os seus clientes tivessem alternativas viáveis, a AT&T ridicularizou a acusação dizendo que, pelo contrário, com esta junção até teriam possibilidade de baixar os preços.

Pois bem... não será preciso recorrer a dotes de futurologia... Passados apenas dois meses de ter dito isto nos tribunais a AT&T está a aumentar os preços!


E como se isto não fosse suficientemente ridículo (e merecedor de resposta ao nível judicial), os casos preocupantes não se ficam por aqui. A Comcast volta à carga com o throttling e limitação de qualidade nos vídeos vistos através da rede móvel. Isto e´... os clientes deixam de ter controlo sobre como podem usar os dados que têm contratados (soa a algo familiar?) sendo que se quiserem ver vídeos, seja no YouTube, Netflix, etc. estarão limitados a uma qualidade de 480p. Caso queiram ver com qualidade HD 720p, terão que optar por outro tarifário mais dispendioso (não sendo sequer feita qualquer referência a quem desejasse usar os seus dados para ver conteúdos Full HD ou 4K).

É este o panorama que se torna possível se não houverem leis que garantam a neutralidade da internet, sem excepções nem "buracos" que possam ser utilizados pelos operadores, que novamente demonstram que não merecem qualquer benefício da dúvida.

1 comentário:

  1. nao era preciso se ser nostradamus para saber o que ia acontecer.
    se uma empresa nao tem concorrência e se pode ganhar mais dinheiro por que carga de agua ia ganhar menos.

    ResponderEliminar

[pub]