2018/07/19

Chrome vai alertar para páginas demasiado grandes

Depois do Flash e das páginas sem HTTPS, parece que o próximo alvo a abater pelo Chrome são as páginas web que gastam demasiados dados, estando a ser testado um alerta que avisa os utilizadores quando uma página é demasiado grande e lhes dá a opção de pararem o seu carregamento.

O facto de termos computadores (e smartphones) potentes, a par de ligações de alta-velocidade à internet, têm permitido disfarçar muitos abusos que são cometidos na web, com páginas mal concebidas que desperdiçam megabytes e megabytes de dados desnecessariamente.

Um infeliz mau exemplo, uma pessoa que decida espreitar o site do festival FEST de cinema poderá notar uma certa lentidão ao abrir o site... ignorando que nesse processo irá descontar quase 130MB(!) de dados ao seu tarifário - sim, em pleno século XXI temos páginas iniciais que podem ocupar mais de 100MB!


Esta nova opção que está a ser testada no Chrome será extremamente útil para lidar com situações como estas, que habitualmente passam despercebidas aos utilizadores (aliás, nem sequer temos nenhuma forma fácil de saber quantos megabytes é que uma página irá gastar, até a abrirmos e gastarmos esses dados) mas que na prática acabam por ser tão importantes quanto saber o tamanho de uma app antes de a descarregar - especialmente tendo em conta os limites de dados dos tarifários mobile.

Para por em perspectiva, basta relembrar que mesmo num tarifário aparentemente generoso com 1GB de dados, bastaria visitar uma página como a acima indicada por meia dúzia de vezes para se ficar com o pacote de dados mensal praticamente esgotado... E assim se concluí que: 1) há que combater as páginas web excessivamente grandes; 2) há que ter nos browsers ferramentas que nos permitam limitar o impacto destas páginas; 3) há que apelar aos operadores para que disponibilizem limites de dados realmente ajustados aos tempos actuais (e que considerem a criação de planos ilimitados).

2 comentários:

  1. Até que enfim alguém se lembra em poupar. Não é por termos ligações rápidas e telemóveis potentes, que vamos descurar a poupança. Até podia ser gratuita a ligação à internet.
    É uma questão de principio e de pressupor que todos têm acesso aos a equipamentos e ligações de alta qualidade.

    ResponderEliminar

[pub]