2018/08/18

Micro-computador Tomu cabe na ficha USB

Nem sempre a redução do tamanho da electrónica se faz sentir, mas basta olhar para o micro-computador open-source Tomu para nos relembrar dos muitos avanços feitos nas últimas décadas.

Dos computadores que ocupavam salas inteiras e pesavam toneladas, aos desktops que cabiam em cima de uma mesa, aos portáteis, aos tablets e aos smartphones, temos visto máquinas cada vez mais potentes ficarem disponíveis em formatos cada vez mais pequenos. Mas este Tomu leva isso ao limite, cabendo no interior de uma ficha USB.

O Tomu tem fisicamente o mesmo aspecto físico que as pens USB ultra-compactas que só ocupam o volume da própria ficha USB, com a diferença de que aqui temos um computador - modesto é certo - mas um computador ainda assim. O Tomu usa um microcontrolador Silicon Labs Happy Gecko EFM32HG309 Arm Cortex-M0+ que funciona a 25MHz, com 8KB de RAM e 60KB de memória flash, tendo ainda 2 LEDs e 2 botões touch.

É certo que é um hardware ultra-limitado que não permite (por enquanto) que se possa ter um computador secundário a correr numa porta USB de um portátil, mas não faltam aplicações onde um microcomputador deste tipo poderá ser útil: como token de segurança, por exemplo. Com um preço de $30 não deixará de ser mais versátil optar-se por algo como um Raspberry Pi, mas se o objectivo for ficar praticamente invisível numa porta USB... então nem sequer há comparação.

1 comentário:

[pub]