2018/08/09

Samsung apresenta Galaxy Note 9, Galaxy Watch e Galaxy Home


Embora sem nenhuma surpresa - praticamente tudo o que havia para saber sobre o novo Galaxy Note 9 já tinha vindo a público nos últimos meses - a Samsung apresentou oficialmente o seu novo phablet, a par de um novo smartwatch e a sua resposta ao Google Home.

O Galaxy Note 9 mantém a maioria das características do Galaxy S9, com um Snapdragon 845 ou Exynos 9810 (dependendo do mercado), mas com um ecrã Super AMOLED de 6.4" (2960x1440), uma bateria mais generosa de 4000mAh, e uma nova S-Pen com Bluetooth (que pode actuar como controlo remoto para controlar apresentações, etc.) Também temos uma variante com 8GB e 512GB, que com o suporte para cartões microSD de 512GB pode chegar ao 1TB de espaço num smartphone.

A câmara dupla traseira de 12MP é igual à do Galaxy S9+, mas agora conta com um sistema de reconhecimento automático (de 20 cenas) que optimizará as fotos em função das condições sem chatear os utilizadores (e que também inclui um detectar de fotos "mal-tiradas", tremidas, em contra-luz, etc.)

A S-Pen conta com carregamento via super-condensador, pelo que basta deixá-la metida no Note 9 durante 30 segundos para obter 30 minutos de autonomia. Tem também uma ponta mais fina e agora é capaz de detectar 4096 níveis de pressão.

O preço começa nos 1029.99 euros em Portugal para a versão de 6GB+128GB.


Galaxy Watch


Substituindo os smartwatches Gear, a Samsung aproveitou a oportunidade para revelar também os novos Galaxy Watch, que continuam a usar Tizen, com vidro Gorilla DX+, à prova de água para natação, e promessa de autonomia para 7 dias no modelo maior (3 dias no modelo mais pequeno).

Temos também detecção automática de actividades, alertas em caso de aumento inesperado de frequência cardíaca, análise de sono. O Galaxy Watch estará disponível em dois tamanhos - 42mm e 46mm - com preços de $330 e $350. Chega a Portugal a 21 de Setembro.


Galaxy Home


Como era também esperado, a Samsung tenta marcar a sua posição no segmento das colunas inteligentes, com o seu Galaxy Home. Esta coluna inteligente quer posicionar-se no segmento de "luxo", contando com 8 microfones (para acesso ao Bixby, que agora já vai na sua versão 2.0), seis alto-falantes integrados, e subwoofer,

Vai ficar tudo dependente do seu preço, mas não será fácil fazer frente à família sempre crescente dos Amazon Echo com Alexa, o igualmente bem recebido Google Home com Google Assistant, e até o HomePod da Apple com Siri. Por agora ficam prometidas mais informações para Novembro... pelo que até lá se poderá discutir quantos mais desaires serão necessários até que a Samsung considere simplesmente dedicar-se ao hardware e trazer-nos smartphones com Android One, smartwatches com Android Wear, e colunas com Google Assistant... Assim dedicava-se exclusivamente a disponibilizar actualizações a tempo e horas.

11 comentários:

  1. Galaxy S9+, Galaxy Note 9, têm bons processadores. Ainda assim, nos benchmarks ficam bastante atrás do iPhone X (que tem 11 meses).
    Só defeitos o iPhone X ;-)
    https://www.tomsguide.com/us/galaxy-note-9-benchmarks,news-27773.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem... não esquecer que por esta altura os iPhones X bem usados já deverão começar a sofrer o inovador abrandamento por causa da bateria.
      Não esquecer também que o iPhone X é o mais rápido iPhone de sempre desde que não seja usado. Quando é, é também o mais rápido a entrar em thermal throttling. Só perfeição o iPhone X... (ao menos no Note 9 a Samsung "caprichou" no dissipador face ao S9).

      Mas não há problemas, a Apple vai trazer-nos o iPhone XX em breve, para se poder voltar a fazer subir as acções mais um pouco.

      Eliminar
    2. Não sabia que as ações da Apple subiam a cada saída de um iPhone. Essa é novidade. Estranho porque se assim fosse cada ação da Apple estaria nos 2 mil dólares e não nos 200 dólares como está. A Apple compra e recompra as suas ações para que o valor delas desça. O valor total a que chegou a semana passada de um bilião de dólares nada tem a ver com as ações em sim. Convém saber do que se está a falar. A samsung é uma grande empresa sem dúvida nenhuma. Bons aparelhos (os topo de gama) mas falta ali qualquer coisa.... talvez um dia cheguem lá. Acho que vocês ainda não perceberam que o comum dos mortais não quer saber dos dissipadores de calor nem dos nanotubos nem dos benchmarks. Essa guerra Apple vs samsung é ridícula. Ambos são bons no que fazem. Só não percebo o porquê de para se falar bem de um aparelho se tenha de vir falar mal do outro. Não dá mesmo para perceber.

      Eliminar
    3. Será preciso explicar a definição de sarcasmo? :)

      Eliminar
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    5. Sobre a questãozinha dos processadores passado um ano - nada ;-)

      Já quanto aos defeitos do iPhone X - se não há inventa-se ;-)
      "Atenção que os iPhone X bem usados deverão começar a sofrer o inovador abrandamento por causa do software da bateria".
      Embora não haja risco de não fazeres meio dúzia de posts quando houver um caso, não te deixarei de te lembrar: "Então, ainda nada?" :)
      Por acaso a Apple disse que tinha alterado a tecnologia das baterias e que não era necessário esse software nos novos iPhones.
      Claro que, como dizes, esse software só serve para abrandar os iPhones, para se comprar o novo modelo - "Por isso é mais do que certo que esse software deve estar a atacar no iPhone X" ;-)

      Quanto ao thermal throttling do iPhone X pesquisei e não encontrei nada desde Janeiro/Fevereiro. E o que encontrei relacionava-se com a questão das baterias e se ia ser utilizado o software acima. Encontraste alguém a dizer que o dele assava sardinhas? Deve ser coisa séria ;-)

      Eliminar
    6. Bem, considerando que todos os posts que fiz sobre isso no passado era "defeito do meu", e que depois da Apple a custo lá ter admitido publicamente passou a "inovação tecnológica", certamente terás resposta pronta para quando isto começar a acontecer nos iPhones X.

      Engraçado como chamas invenção a factos concretos.
      Usa um qualquer jogo puxado, e bastam uns minutos para se ter o iPhone X a escaldar e a dizer que está em modo thermal "severe". Mais chato é isso acontecer igualmente com o Waze, fazendo com que cada operação que se deseje fazer aconteça com alguns segundos de lag...
      (E sim, também tenho o Waze no Android, onde felizmente as coisas ainda se mantêm frescas.)

      De todos os iPhones que tive, o iPhone X é o que mais aquece e com mais facilidade... Mas, seguramente será um defeito só com o meu, até que eventualmente isso venha a ser "mediatizado", e nesse caso já será algo que não é um problema pois está a chegar o novo iPhone que é mais eficiente e já não aquece tanto...

      (Thermal throttling acontece em praticamente todos os CPUs mobiles potentes, a questão é se isso acontece frequentemente em uso "normal" ou nem por isso - num iPhone X nao me incomoda que isso aconteça se correres 2 benchmarks seguidos, incomoda-me que aconteça a usar o Waze, que é algo que faço diariamente, sendo "obrigatório" colocá-lo num suporte à frente da saída de ar para o manter em temperaturas funcionais).

      Eliminar
  2. Sarcasmo quando mal utilizado é gozo. Foi o caso. Vir falar de ações sem ter conhecimento total das coisas e referindo inverdades acerca do mesmo para depois no fim se vir refugiar na palavra “sarcasmo” é no mínimo estranha. Este fórum pelo que percebo tenta ser verdadeiro certo? As notícias surgem e tenta-se dar nos comentários o que cada um sabe certo? Como já tinha referido na outra resposta esta guerra nunca terá vencedores e tem a ver com o gosto de cada um mas continuo sem perceber o porquê de estar a defender a samsung mas a atacar o iPhone? Eu por exemplo tenho um iPhone X e uso o waze todos os dias e jogos de ata performance nunca tal me aconteceu!!! Isso faz da sua verdade mais verdadeira que a minha para ser lei? Não creio. Aquecem? Sim aquecem. Há algum smartphone que não aqueça? O primeiro que mande uma pedra. Todos os terminais aquecem uns mais que outros mas caramba a samsung vir falar disso??? A sério? Depois de terem sido obrigados a retirarem milhões de telemóveis em todo o mundo por se auto imolarem ( ex de sarcasmo bem metido). Não é mais que obrigação deles não acha? Fazem muito bem em ter um bom sistema de refrigeração. Pode ser que a Apple aprenda e chegue a fazer o mesmo. É assim que deveriam funcionar as coisas,com concorrência leal para ter clientes satisfeitos. ( bem agora vou terminar que já tenho o meu iPhone a arder, mais uma de sarcasmo bem metida)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ferag, peço desculpa se passou a imagem errada, mas apanhaste uma conversa "a meio", sendo uma tradição o nosso leitor habitual Aires criticar tudo o que seja Android e louvar tudo o que seja Apple.
      A nossa "filosofia" é precisamente essa que referes: não há equipamentos perfeitos; mesmo os equipamentos bons podem ter coisas "más" a melhora (e os maus podem ter coisas boas que sirvam de exemplo a outros). Mas infelizmente há pessoas que parecem ter extrema dificuldade em compreender isso.
      Eu sou utilizador de iPhone desde o primeiro que chegou a Portugal; sou utilizador de Android desde os tempos do célebre Sapo A5; e desde então que mantenho a utilização de ambas as plataformas no meu dia a dia (actualmente com um iPhone X e um P20 Pro). Por isso, não falo "de cor" quando critico aspectos de um "campo" ou de "outro", ao contrário de muitos que criticam sem sequer saberem do que falam.

      Se achas que estou a defender a Samsung, se calhar apenas terás que ler o mais recente post dedicado à marca, onde critico o facto de estarem a anunciar actualizações para o Android O numa altura em que já deviam a estar a fazê-lo para o Android P.

      Por último, decerto conhecerás a intransigência de fanboys (seja de que "clube" forem). E neste caso, as conversas que tenho com o Aires são de longa data... dos tempos (e até antes disso) em que eu me queixava de abrandamentos suspeitos no iPhone, que se foram tornando cada vez mais suspeitos (sempre sendo "negados" por fãs da Apple como sendo seguramente uma "avaria" do meu iPhone) - até que finalmente lá se veio a comprovar que afinal era propositado, com a Apple a admitir o que fez.
      Obviamente que não é comparável a poder incendiar a casa ao deixar o smartphone a carregar de noite - mas não deixa de ser profundamente enganador (na minha modesta opinião) que um smartphone com 1 ou 2 anos não pudesse manter o desempenho de origem, mesmo que à custa de autonomia reduzida).

      A Apple esteva mal nessa situação, tal como mais recentemente esteve a tentar fazer passar a alteração dos novos teclados dos MacBooks como sendo apenas para serem mais "silenciosos", quando é óbvio que o objectivo era reduzir a possibilidade de encravamentos devido a sujidade.

      Pena é que há quem se sinta ofendido com tais críticas, que em nada retiram o mérito de tudo o que a Apple fez e faz bem.

      Eliminar
  3. Ah bom.... essa parte do vosso “confronto” eu não sabia. Sendo assim as minhas desculpas. Reparei agora que de facto vocês já tem uma tradição de “bocas”. Ok desde que seja tudo na paz tudo ok. Não estou a fazer de árbitro nem nada e sim já tinha visto esse post da samsung. Tudo explicado portanto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está também "implícito" que não andamos cá para nos chatear; e por muito que eu discuta com o Aires (e ele comigo), de nenhuma forma se põe em causa o respeito mútuo que, em último caso, nos permite "concordar em discordar" sobre determinado assunto.

      Eliminar

[pub]