2018/09/07

Android empresarial ganha modelos "resistentes"


Quem trabalhar fora do escritório, em ambientes mais agrestes, pode agora contar com smartphones resistentes recomendados pela Google para utilização profissional e empresarial.

No início deste ano a Google apresentou o Android Enterprise Recommended Program, uma iniciativa que visa facilitar a aquisição de smartphones para utilização em ambiente profissional, garantindo que os terminais aprovados oferecem "as melhores práticas e requisitos para equipamentos e serviços".

De acordo com a Google, os equipamentos pertencentes ao Android Enterprise Recommended são escolhidos por satisfazerem os requisitos a nível de hardware, actualizações de segurança (durante um mínimo de 3 anos) e experiência da utilização, que foram definidos para o programa. Este programa foi agora expandido para os rugged devices, smartphones pensados para serem utilizados em ambientes adversos, apresentando por isso uma maior resistência aos elementos da natureza, nomeadamente no que diz respeito à água, pó, terra e as inevitáveis quedas. Os equipamentos terão de respeitar a especificação IP64 e serem capazes de sobreviver a sucessivas quedas de uma altura de 1.2m (MIL-STD-810G / IEC 62-2-32.

Estes equipamentos obedecem a regras ligeiramente diferentes dos restantes, tendo (no mínimo) de correr Android 7, e contar com 2GB de RAM e 16GB para armazenamento. Terão que disponibilizar pelo menos uma actualização de sistema para a versão seguinte do Android, têm a garantia de receber pelo menos uma grande actualização do Android, e as actualizações de segurança passam a estar garantidas por um período alargado de 5 anos, mais 2 que as dos smartphones ditos "normais".

Neste momento, são 11 os equipamentos recomendados por este programa, todos eles desconhecidos do grande público:
  • Zebra TC25, TC51, TC56, TC70X e TC75X 
  • Honeywell CT40, CT60 e CN80 
  • Sonim XP8
  • Point Mobile PM45 
  • Datalogic Memor 10 (a ser lançado em Outubro) 

Olhando para esta lista, salta claramente à vista a ausência dos smartphone Cat, o que não deixa de ser estranho face ao peso desta marca no mercado.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]