2018/09/12

Google lança novo dongle USB-C para headphones


Se achavam que o abandono das fichas de 3.5mm nos smartphones não tinha ainda proporcionado situações caricatas, eis que aqui está, com o anúncio de um adaptador USB-C melhorado da Google.

A Google também disse adeus à ficha dos headphones no Pixel 2, e na altura tentou cobrar $20 (mais que o preço de muitos auriculares) pelo adaptador USB-C para headphones. Um preço que posteriormente foi reduzido para os $9, igualando o preço do adaptador da Apple, e que agora volta a aumentar para os $12, com a chegada de uma nova versão.

O novo adaptador USB-C para headphones da Google é virtualmente indistinguível do anterior, mas internamente foi alvo grandes remodelações, permitindo agora produzir áudio com menor latência e, mais importante, ter um consumo significativamente mais reduzido que permitirá um tempo de reprodução 38% superior!

Sim, estão a ouvir bem, estamos em 2018 e andamos a falar de upgrades de cabos de adaptação para fazerem algo que era feito há décadas e que provocaria um ataque de histeria colectivo se se recuasse no tempo 10 ou 20 anos e se lhes dissesse que era este o futuro que os aguarda.


... Até dou por mim a imaginar que, um destes dias, um qualquer fabricante se vai lembrar de uma grande inovação: colocar uma ficha nos smartphones que permite ligar directamente os headphones, dispensando a utilização de adaptadores! Isso é que iria ser um sucesso!

5 comentários:

  1. Há "inovações" que vieram para cair em desuso ... esta é uma delas!! Também ninguem queria saber do emissor de infravermelhos e no entanto ainda cá anda, sendo inclusive um "selling point" diferenciador de quem o implementa… acontecerá o mesmo com o adaptador áudio 3.5mm!!
    Prevejo o mesmo destino deste "avanço" tecnológico que o "Firewire"... Nobody wants this BS… :P

    ResponderEliminar
  2. Aconselho vivamente a ver esta review sobre o assunto e para percebermos o ridículo da situação!!

    https://www.pcworld.com/article/3284186/mobile/bring-back-the-headphone-jack-why-usb-c-audio-still-doesnt-work.amp.html

    ResponderEliminar
  3. Este tipo de opiniões faz-me sempre nostalgia. Eu lembro-me da resistência que houve quando a Apple tirou os leitores de disquetes e os leitores de CDs (já na altura foram os primeiros a fazê-lo). E agora com o headphone jack. A diferença agora é que o resto dos fabricantes estão a esperar menos tempo para fazerem o mesmo e abdicarem do headphone jack. Provavelmente por o form factor ser muito mais pequeno e o espaço ser muito mais valioso do que num PC ou portátil.

    Daqui a uns anos já ninguém se lembra de sentir essa falta toda do headphone jack. Aliás alguns posts deviam ser gravados para mais tarde recordar. Senão leia-se este tesourinho do ano de 1998: http://www.osnews.com/story/18/The_iMac_and_the_Floppy_Drive_A_Conspiracy_Theory

    Get on with the times, people ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, eu percebo a vontade de evoluir... Mas será mesmo "evolução" quando depois tens situações como as referidas no link que o Humberto colocou acima? Ou de teres um headphones USB-C que não podes usar num iPhone porque usa uma ficha lightning (ou vice-versa)? Ou que caso queiras usar headphones e carregar o smartphone ao mesmo tempo se torne numa dor de cabeça?
      Para não falar que... será que daqui por 10 ou 20 anos ainda estaremos a utilizar fichas lightning ou USB-C? Com as fichas de 3.5mm, nada te impedia de usar uns headphones com 10 anos num equipamento acabado de comprar, ou uns headphones novos num aparelho com 30 ou 40 anos...

      Ao contrário do que aconteceu com os floppys e drives ópticos, que tinham alternativas melhores, no caso dos headphones ainda está por demonstrar que as alternativas que estão a ser promovidas sejam realmente melhores...

      Eliminar

[pub]