2018/09/28

Google WiFi - a solução mesh da Google


O WiFi é algo hoje que se pode considerar "indispensável", e em resultado disso surgiram soluções que visam acabar com a falta de sinal nas nossas casas. Os sistemas mesh têm ganho popularidade nos últimos anos, e até a Google já entrou neste segmento com o seu Google WiFi.

O Google WiFi



O Google WiFi é a solução da Google para resolver o problema do WiFi em casa, e adquire a forma de um pequeno router de forma cilíndrico, que se foca na facilidade de utilização. Nada impede os utilizadores de usarem apenas um único Google WiFi em sua casa, mas aquilo que verdadeiramente o distingue é a sua capacidade de funcionar em "mesh", permitindo adicionar módulos extra para expandira  cobertura até onde for preciso. No nosso caso, tivemos acesso ao pack que inclui 3 módulos Google WiFi.





A configuração inicial



O processo de configuração inicial é extremamente simples, bastando ligar o Google WiFi à electricidade (utiliza uma ficha USB-C) e ao modem/router existente (vem um cabo Ethernet plano incluído). Depois, basta descarregar a app Google WiFi para se dar seguimento ao processo.




Depois de definirmos o nome da rede e password, surge a pergunta se temos módulos adicionais, e entramos no modo de distribuição dos mesmos - com direito a um teste que indica se os estamos a por num local adequado ou não - e permitindo atribuir também a sua localização para fácil identificação.


Em funcionamento



Quem já tiver passado pela experiência de ficar aterrorizado pelos interfaces de configuração dos routers tradicionais irá gostar de saber que o Google WiFi é completamente diferente. Todo o processo de configuração e gestão é feito através da app, de forma bastante simples, sendo indiferente se estamos dentro de casa ou em qualquer outro ponto do mundo.


Temos acesso à maioria das opções que um utilizador poderá querer ter, desde definir alguns dispositivos como prioritários, criar uma rede WiFi separada para as visitas, assim como criar regras de acesso (por exemplo, cortando o acesso aos smartphones dos filhos durante o período dos trabalhos de casa) - tudo sempre apresentado de forma simples e fácil de entender, mesmo por quem nunca tenha ouvido falar de IPs, NATs, port forwarding e afins.





Como pormenor extra, a possibilidade de ajustarmos o nível da faixa luminosa de cada módulo Google WiFi, incluindo desligá-la completamente.


Apreciação final



As soluções WiFi mesh surgem no seguimento do "desenrasque" que muitos utilizadores iam fazendo para melhorar o sinal WiFi em suas casas através de repetidores de sinal. Sistemas mesh como o Google WiFi usam canais dedicados para comunicarem entre si, minimizando o impacto negativo no desempenho (que num repetidor WiFi tradicional passaria logo para metade). Neste caso, trata-se de uma solução combinada que alia as vantagens do mesh a um sistema de gestão da rede WiFi acessível a todos - com facilidade um pai consegue ver se um filho está a abusar dos downloads, ou definir as regras de acesso que achar mais convenientes, etc. etc. - algo que faz com que possa ser atractivo usar o Google WiFi como módulo único (139 euros) mesmo sem tirar partido do "mesh" (pack de 3 custa 359 euros).

Fiquei bastante agradado com a simplicidade de configuração e utilização do Google WiFi, mas também fui surpreendido pela falta de alcance da comunicação mesh entre os módulos. Mesmo colocando-os em divisões adjacentes o sistema indicava uma qualidade de licação "fraca", não conseguido sequer ligação a duas divisões de distância. Também de um piso para o outro a ligação dava como "fraca", por mais locais que tentasse para melhorar o sinal.


É certo que isto irá variar muito de casa para casa (e pode explicar-se com a falta de penetração dos sinais 5GHz, que também sofrem do mesmo mal), mas há que estar preparado para fazer algum planeamento para encontrar os locais mais adequados para colocar os módulos mesh de forma a obterem um sinal WiFi com qualidade, para permitir tirar o máximo partido da rede WiFi expandida. Quanto à ligação WiFi entre os dispositivos e cada módulo da rede mesh... nesse aspecto não há nada a dizer, permitindo manter o sinal sempre no máximo onde quer que se esteja (dentro do alcance do conjunto dos módulos) - algo que também significa que, com algum cuidado, um único módulo colocado num ponto central da casa, poderá ser suficiente para a maioria das pessoas, ficando com a opção de no futuro adicionar módulos adicionais, em caso de necessidade.

Temos também a questão de que para fazer a gestão do Google WiFi temos obrigatoriamente que ter uma conta na Google - algo que à partida não será problema para quem está a considerar a comprar de um produto chamado Google WiFi - mas que é também um factor a ter em conta. Por outro lado, num mundo onde as vulnerabilidades de segurança são uma constante, o Google WiFi liberta-nos das preocupações, ficando a cargo da Google manter o sistema actualizado sem nos incomodar.

Dito isto, o Google WiFi sai daqui com um...


Google WiFi
Quente

Prós
  • Simplicidade de configuração
  • Simplicidade de utilização
  • Design
  • Preço

Contras
  • Obrigatoriedade de uma conta Google
  • Ligação mesh entre módulos não dá tanto alcance quanto seria desejável



Google WiFi mesh

Quente (4/5)

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]