2018/09/17

Portugal sem dual-SIM nos iPhones XS


Quem esperasse que o facto da Vodafone suportar o dual-SIM via eSIM dos novos iPhones nalguns países europeus fosse indicativo de que isso poderia aplicar-se a Portugal em breve, deverá refrear as suas expectativas.

Os novos iPhones XS e XS Max chegam a Portugal já esta semana (dia 21 de Setembro), no entanto não será possível - por agora - tirar partido da sua funcionalidade dual-SIM. Em vez de permitir a utilização de dois cartões SIM, como vai fazer nos modelos vendidos na China, os iPhones ocidentais contam com um slot nano-SIM, ficando o segundo SIM a cargo de um eSIM integrado. Infelizmente, por agora isso apenas será suportado num conjunto reduzido de países e operadoras.

No entanto, vemos que na lista dos operadores suportados aparece a Vodafone na Alemanha e em Espanha, o que poderia fazer suspeitar que em Portugal isso pudesse estar para breve. Contactamos a Vodafone para sabe se seria esse o caso, mas infelizmente a resposta não vai nesse sentido.

Resposta oficial da Vodafone Portugal à questão do eSIM / dual-SIM nos iPhone XS

“Sendo uma das maiores Empresas de telecomunicações mundiais, a Vodafone está naturalmente a trabalhar com a Apple para a implementação do eSIM. Porém, ainda é prematuro tecer considerações sobre este tema, até porque o Dual Sim é uma funcionalidade com pouca expressão no mercado nacional, pelo que não antecipamos uma alteração no comportamentos dos nossos Clientes.”


Compreendemos que não seja do interesse das operadoras promover o dual-SIM, mas dizer que tem pouca expressão quando não se disponibilizam opções para que tenha maior expressão - não esquecer que a Vodafone ainda insiste em vender smartphones bloqueados à sua rede - acaba por garantir que isso aconteça.

Talvez seja uma situação onde apenas seja necessário que um operador decida suportar o eSIM e ficar bem visto, para que os outros se apressem a correr atrás. Qual irá ser o primeiro a fazê-lo?

4 comentários:

  1. Convém saber duas coisas:
    - Nunca, mas nunca, comprar um iPhone bloqueado ao operador pago a pronto (a prestações é outra coisa). Tive que pagar 150€ à NOS pelo desbloqueio de um iPhone 5 e já tinham passado os dois anos que correspondiam ao período de fidelização (Se duvidam perguntem um operador)
    - o eSIM só funciona com um iPhone desbloqueado, ou seja tem que ser comprado no Apple Store (só muito raramente algum operador terá vendido iPhones desbloqueados).
    Não custa nada a perceber que os operadores não têm interesse no eSIM. Vendem-me o serviço de telefone, que não dá dinheiro e eu vou comprar os dados a outro - não lhes interessa.

    Posto isto, volto ao que disse antes - a pressão da Apple sobre os operadores para implementarem o eSIM é maior se também vender o modelo com dois SIM físicos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também estive nessa situação vergonhosa. Quem pagasse a prestações ficava com o smartphone desbloqueado; quem pagasse a pronto... chegava ao fim e tinha que pagar o que eles quisessem.
      Foi a última vez que comprei um smartphone num operador...

      Eliminar
    2. Na altura comprei um iPhone 5 à Vodafone, a após os 2 anos consegui o desbloqueio do operador sem qq custo.
      Simplesmente enviei uma copia da factura por email, e perguntei se tinha algum custo e recebi uma resposta de email contendo o seguinte:

      "Informamos que o desbloqueio do equipamento com o IMEI mencionado será gratuito. Para podermos confirmar o pedido, precisamos apenas que nos confirme o número de contacto (eventualmente o --- --- ---) para poder receber no espaço de 5 dias úteis após o pedido, a mensagem a confirmar que a atualização para desbloqueio do equipamento se encontra disponível no Itunes. Utilize a resposta a este email para nos fazer chegar esta informação e daremos seguimento ao pedido."

      Fiz o pedido tarde (Jul 2015), pois nem sequer tinha necessidade de mudar de operador mas queria ter o telefone desbloqueado para o quando o quisesse vender.

      Eliminar
    3. Esqueci-me de referir que foi pago a pronto.

      Eliminar

[pub]