2018/10/15

Palm está de regresso com micro-smartphone


Há um novo smartphone prestes a chegar ao mercado que conta com duas coisas incomuns: faz renascer a icónica marca Palm... e tem um tamanho ultra-compacto, face aos phablets da actualidade.

Em primeiro lugar, convém esclarecer que este novo Palm não nos chega da Palm de outrora. É bem conhecido tudo o que se passou com a Palm, a aquisição pela HP, e posterior "falhanço". Esta nova Palm nada tem a ver com a antiga, limitando-se a ser uma startup que comprou à TCL os direitos de utilização do nome da marca. Dito isto, não deixa de ser uma excelente forma de sobressair num mercado saturado, e adequado para quem lança um produto que se quer focar num nicho muito específico do mercado...

Se o mercado tem demonstrado e confirmado a sua apetência por smartphone de dimensão sempre crescente, continuam a haver utilizadores que prefeririam usar um smartphone mais compacto - e onde as opções, nos tempos que correm, são bastante limitadas. É precisamente por aí que este novo Palm se quer inserir no mercado.


Este smartphone vem com um ecrã de 3.3" que parece comicamente reduzido face aos gigantes da actualidade, o que lhe permite ter uma dimensão de apenas 50x97mm, com a espessura a ficar-se por uns aceitáveis 7.4mm. Conta com um Snapdragon 435, 3GB de RAM + 32GB, câmaras de 12MP e 8MP, e USB-C. No entanto, não temos ficha para headphones, nem sensor de impressões digitais (com os responsáveis a assumirem que o reconhecimento facial será alternativa suficiente). A bateria de 800mAh permite 8 horas de utilização, que podem ser ampliadas drasticamente usando o "Life Mode", que basicamente põe o Palm em "airplane mode" e modo de poupança de bateria, sempre que estiver com o ecrã desligado.

O sistema é o Android 8.1, alterado para melhor se adaptar à dimensão do ecrã e ao estilo de utilização pretendido para este smartphone. É que, este smartphone assume desde logo que será utilizado como "smartphone secundário" e por agora só está disponível na Verizon em associação com outros planos já existentes, ficando com o número partilhado que o cliente já tiver.


A ideia é este smartphone ser utilizado nas ocasiões em que não se quiser andar com um smartphone "gigante", quer seja para sair à noite com amigos sem a tentação de passar o tempo agarrado a um phablet, mas sem que se deixe de estar ligado ao mundo para qualquer eventualidade; ou para fazer um treino sem a sensação de se levar um tablet agarrado ao braço (este Palm pesa apenas 62g, e tem protecção IP68).


A ideia é interessante, mas por agora parece ter várias barreiras a superar. Para começar, nesta fase é um exclusivo da Verizon, que chega com um preço de $349.99, a obrigatoriedade de já ter um determinado tarifário, e um custo adicional de $10 por mês. Ainda assim, espero sinceramente que possa vir a ter sucesso, nem que seja pela parte de poder obrigar os demais fabricantes a repensarem a sua estratégia e não desistirem dos modelos com dimensões compactas.

2 comentários:

  1. Com esse tamanho físico e "sem bordas" talvez conseguissem chegar às 4" de ecrã. Com um preço adequado, tinham-me como cliente de certeza! :)

    ResponderEliminar

[pub]