2018/10/01

Spotify deixa de pedir GPS para validar moradas


Depois de ter assustado alguns clientes do plano familiar pedindo o acesso ao GPS para validar as suas moradas, o Spotify diz que se tratou apenas de um teste que já chegou ao fim, e que não irá utilizar o GPS para esse efeito.

A polémica gerada em torno da utilização do GPS para validar se os membros do mesmo grupo familiar, com acesso ao Spotify a preço reduzido, parece ter sido suficiente para fazer o Spotify repensar a sua estratégia. Este incidente, que tem dado bastante que falar, também tem levantado questões quanto ao plano "familiar" do Spotify, já que tecnicamente o plano não está dependente de que se seja efectivamente parte de uma mesma família, mas sim que se habite na mesma morada. Isto levanta problemas para um membro da família que passe a maior parte do tempo longe de casa, ao mesmo tempo que facilita o processo de partilhar o Spotify com um vizinho, por exemplo).

Seja como for, a parte de recorrer ao GPS para validar a morada parece, pelo menos por agora, ter chegado ao fim.

No entanto, será prematuro assumir que o fim do pedido de acesso ao GPS significa o fim da perseguição aos grupos de pessoas (que não moram na mesma morada) que utilizem o plano familiar como forma de ter acesso ao Spotify a custo reduzido. O Spotify continua a ter muitos métodos para detectar situações "anómalas" e poder confrontar membros desses grupos para que esclareçam a sua situação. Veremos como a situação se irá desenrolando daqui para a frente.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]