2018/11/25

Avião com propulsão iónica voa sem partes móveis


Já foi feito o primeiro voo bem sucedido de um avião eléctrico que usa um sistema iónico de propulsão sem partes móveis que poderá representar o próximo grande salto evolutivo das aeronaves.

Embora muito se tenha avançado na aeronáutica ao longo dos últimos cem anos, desde o primeiro voo dos irmãos Wright em 1903, por outro lado também se pode argumentar que muito tem permanecido na mesma. A esmagadora maioria dos aviões continuam a utilizar a hélice como propulsão, ou variantes mais modernas como os turbofans, mas que têm em comum o facto de dependerem de partes móveis para empurrar o ar para trás. Mas agora, tudo muda.

Investigadores criaram o primeiro avião com propulsão iónica, que já fez um voo bem sucedido.

A propulsão iónica é um sistema de propulsão inteiramente eléctrico, sem partes móveis, que nesta configuração consiste numa série de cabos colocados à frente e atrás das asas, capazes de criar um intenso campo electromagnético que ioniza o ar e o faz deslocar para trás, gerando a sustentação necessária nas asas para que o avião se mantenha no ar. Com o ênfase a estar na parte de não ter quaisquer partes móveis e potencialmente ser muito mais eficiente que qualquer outro sistema de propulsão - para além do facto de se integralmente eléctrico, não ter quaisquer emissões poluentes, e ser também silencioso.

Os vídeos das tentativas e deste primeiro voo são bastante modestos, mas podemos equipará-los ao primeiro voo dos irmãos Wright, igualmente modesto... Mas vejam no que isso resultou algumas décadas mais tarde! :)




Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]