2018/12/06

Como Peter Jackson deu cor a "They Shall Not Grow Old"


Peter Jackson está de regresso aos ecrãs com um documentário que assinala o 100º aniversário do fim da Primeira Guerra Mundial, e explica o elaborado processo que permitiu dar nova vida às filmagens da época, usando a cor.

Estamos habituados a ver imagens da Primeira Guerra Mundial em preto e branco, que indirectamente têm um efeito de as tornar bastante "afastadas" e "antigas". Um efeito que Peter Jackson removeu neste documentário "They Shall Not Grow Old", onde o processo de as colorir lhes dá um impacto bastante mais significativo, contribuindo para o seu realismo, e forçando-nos a reconhecer - verdadeiramente - que não se trata apenas de um distante filme do passado, mas sim de pessoas reais.


O processo de dar cor a estas imagens é aquilo que se poderá chamar "um trabalho louco", ainda mais ao se querer ser historicamente correcto. A equipa de Peter Jackson procurou uniformes da época, para garantir que as cores seriam as correctas; e para além das cores também teve que fazer as devidas correcções à velocidade do filme, que era rodado manualmente pelo operador usando uma manivela.

O resultado merece ser visto por todos, tanto pelo trabalho envolvido, como em homenagem a todos os que tiveram que enfrentar aquele sangrento conflito.

3 comentários:

[pub]