2019/01/08

AT&T falsifica 5G e outros operadores já prometem 10G


Perpetuando a ideia de desonestidade permanente dos operadores, nos EUA a AT&T presenteou os seus clientes com a troca do símbolo 4G para "5G" nos seus smartphones.

Em 2019 vamos começar a assistir à transição para as redes 5G, mas a AT&T não quer que coisas como o avultado investimento na infraestrutura seja impeditivos; e para isso lançou uma actualização que simplesmente passa a exibir um símbolo "5G e" para designar a ligação à rede 4G LTE.

Tentando "tapar o Sol com uma peneira", a AT&T defende-se dizendo que o símbolo quer dizer "5G Evolution" - o mesmo tipo de argumento que por cá já tentou convencer o público português de que os dados "ilimitados" tinham limite - e que quando tiver uma rede 5G mesmo a sério irá indicar "5G+". Se quiserem ser sérios, bem que podiam ter feito a distinção entre 4G "base" e 4G "melhorado", com um 4G+ (não que isso fosse necessário, pois continuam a fazer parte da tecnologia LTE)... mas não. O que importa é meter um 5G no ecrã o mais rapidamente possível, esperando com isso iludir alguns utilizadores mais incautos. (A comprová-lo para além de qualquer benefício da dúvida que se lhes quisesse dar, está o facto de esta actualização dos smartphones ter sido feita unicamente com esta novidade da troca do 4G por 5G, sem qualquer preocupação com os patches de segurança que já vão com dois meses de atraso.)

A T-Mobile não perdeu a oportunidade para gozar com a sua rival, publicando um vídeo onde procede à actualização de um smartphone para uma rede "9G" colando um autocolante no ecrã.




... Mas se pensavam que o problema se ficava por aqui... eis que do lado dos operadores por cabo chega o registo da marca 10G, para designar a actualização da tecnologia DOCSIS que teoricamente permitirá fazer downloads e uploads a 10Gbps nas ligações por cabo. No entanto, não deixa de ser algo bastante suspeito que seja feito nesta altura - e chegando ao ponto de o comparar directamente com o 5G móvel - já que o DOCSIS 3.1 que data de 2013 e é o mais utilizado actualmente, já suportava velocidades de download teórias de 10Gbps e uploads de 1Gbps. Considerando que mesmo com esta tecnologia ao dispor, há anos, os operadores nos EUA têm mantido oferta que não passam do 1Gbps de download e de uns míseros 35Mbps de upload... está visto que o travão à evolução não tem sido a tecnologia mas sim a sua própria vontade.

Mas pronto, seguramente não querem perder a oportunidade para continuarem a ficar mal vistos, prometendo 10Gbps que não irão cumprir...

10 comentários:

  1. a unica maneira de o meu moto 2gen ter 5g é se a minha operadora trocar o 3g por um 5g hahahahaha

    ResponderEliminar
  2. Isto fez-me lembrar qualquer coisa e fui confirmar.
    Já aconteceu com o 4G - era "3G avançado" e aparecia 4G.

    Ninguém quer ficar para trás.
    A mim, quando a concorrência já tinha internet residencial 4k, a NOS vendeu-me o serviço UMA (4k) mas só mudava a box e deixava o router da IRIS (1080p).
    (Claro que quando apareceram só com a box mandei-os dar uma curva),

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é internet 4K? E desde quando é que um router tem resolução?

      Eliminar
    2. fiquei a pensar no mesmo. fico aguardar...

      Eliminar
    3. Strteaming 4k, não compliquem.
      Vejam qual é o router do serviço UMA.
      A mim fizeram-me um contrato, bastante mais caro, com o serviço 4k e deixavam-me o router do IRIS.

      Eliminar
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    5. Streaming não tem definição.. Se deixar passar largura debanda suficiente, podes muito bem ter 4k..
      ACho que te andas a informar em sitios errados ou apenas birra por querer ter um router dos mais recentes

      Tive agora a ver e o router IRIS permite 120Mb. Segundo a Netflix, 4k precisa de 25Mb..

      Eliminar
    6. Já contei a história uma vez se quiserem vão lá ver:
      https://abertoatedemadrugada.com/2018/12/os-contratos-pos-telefonema-da-nos.html?m=1

      A questão é - à internet (com streaming) 4k, está associado:
      - uma box 4k é um novo router ac dual-band.
      É assim na Vodafone e no serviço UMA anunciado pela NOS.
      Quando contratei o serviço UMA com a NOS vinham instalar a nova box mas deixavam o router do serviço IRIS, do tempo do streaming full-hd (1080p).

      Se o router do UMA da NOS for igual ao router do serviço 4k da Vodafone que agora tenho, a diferença para o router do serviço IRIS é da noite para o dia.

      Isto passou-se no início de 2018, quando chegou o UMA. Não cheguei a perceber se não instalavam o novo router porque não tinha ou se este router precisa de fibra até dentro de casa (a NOS tinha cabo coaxial).

      A questão não é se podia ver Netflix 4k (que usa uma compressão que o pode permitir) com uma router do IRIS - é ir pagar, muito, pelo serviço UMA sem o benefício de um novo router que iria pagar.

      Tipicamente o que está no post - vender gato por lebre.

      Eliminar
  3. Eu não tenho UMA tenho "fibra" 100mb se não me engano.

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

[pub]