2019/01/04

Califórnia processa app do Weather Channel por abuso da localização dos utilizadores


Embora nas questões do abuso dos dados dos utilizadores os olhos se centrem no Facebook, há muitos outros serviços que o fazem, e o Estado da Califórnia avança com um processo contra a app do Weather Channel.

Quem utilizar a app do Weather Channel, não se sentira muito intimidado em ceder a sua localização, já que em troca poderá receber as condições meteorológicas e as previsões do estado do tempo para o local onde se encontra. O que a app não diz e os utilizadores não saberão, é que os dados da sua localização serão usados para muitos outros fins - situação que culmina num processo movido pelo próprio Estado da Califórnia.

Este é um caso caricato e que demonstra algumas das mais valias do RGPD Europeu. Por exemplo, na Europa o pedido de acesso à localização faz referência expressa de que para além disso ser utilizado para os relatórios meteorológicos, também "poderão" ser partilhados com outros serviços - o que em linguagem real significa que serão definitivamente - mas também sem entrar em detalhes sobre que tipo de utilização lhes poderá ser dada.



Nos EUA nem sequer isso aparece, iludindo os utilizadores de que os dados serão apenas utilizados para os relatórios meteorológicos. Passará por isso completamente despercebido que os dados dos locais por onde andam possam ser utilizados para efeitos publicitários, de análise de mercado, e todo um conjunto de coisas com o qual só podemos tentar imaginar.

Isto leva-nos à velha questão de que, por mais controlos que se possam ter (tanto no iOS como no Android temos a possibilidade permitir ou negar o acesso a este tipo de dados) nada nos pode garantir que ao se permitir o acesso aos mesmos segundo uma determinada premissa - como o de obter a informação do estado do tempo - os mesmos não acabem por ser utilizados para fins bem diferentes. Felizmente, é algo que com os recentes escândalos, irá começar a atrair atenção redobrada, e este processo na Califórnia contribuirá também para isso.


P.S. Também já seria tempo da Microsoft disponibilizar no Windows 10 um único botão global para quem quisesse desligar por completo todo o envio de dados para a MS, em vez de nos fazer andar a saltar por dezenas de opções e algumas das quais nem sequer se podendo desligar - a não ser que se recorra a ferramentas externas como o WPD.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]