2019/04/15

Starz tenta silenciar notícia sobre episódios pirateados


A Starz está a sentir na pele o Streisand Effect, ao abusar do sistema de remoção de conteúdos protegidos por direitos de autor (DMCA) para tentar silenciar uma notícia legítima, e no processo apenas conseguindo chamar ainda mais a atenção para ela.

O site TorrentFreak noticiou há dias de que tinham surgido na internet vários episódios "screeners" de diversas séries de TV - incluindo o American Gods, The 100, e Knightfall - algo que não é propriamente novidade. Só que a Starz parece ter levado o caso a peito, e fez um pedido de remoção DMCA no Twitter para silenciar a notícia e que desde então se tem espalhado a todos os que façam referência à dita notícia.

Ora... a Starz, ou seus representantes, seguramente saberão que os pedidos DMCA se destinam a remover conteúdos protegidos por direitos de autor, mas que isso não inclui a sua utilização como ferramenta de censura para remoção de notícias que qualquer entidade ache serem prejudiciais. Ainda assim, o que é certo é que os tweets continuam a ser bloqueados, de forma abusiva e sem grande hipótese de apelo - demonstrando como as ferramentas de "protecção de direitos de autor" facilmente se podem tornar em ferramentas de censura (como muitos alertaram a propósito dos filtros dos uploads aprovados pela UE na sua directiva de reforma dos direitos de autor).

Neste caso, o objectivo da Starz está longe de ter sido conseguido, já que a tentativa de silenciar a notícia sobre a existência de episódios "screener" na internet apenas está a fazer com que se fale ainda mais sobre isso, e contribua para a curiosidade de algumas dessas pessoas até poderem procurar esses episódios em sites pirata. Até dou por mim a admitir que se calhar seria esse o real propósito da Starz, para chamar a atenção para estas séries de TV. Caso não o seja... é um mau prenúncio para uma internet que quer aplicar cada vez mais controlo sobre o que se pode escrever, e ferramentas que colocam esse poder de decisão na mão de entidades como esta, que já nem sente vergonha de abusar destas ferramentas para silenciar o que não quer ouvir.


Actualização: a Starz já veio pedir desculpa, dizendo que terá sido "excesso de zelo" de uma empresa contratada para lidar com violação dos direitos de autor. Imagino quantos "pedidos de desculpa" ficarão por pedir, em todos os casos que não se tornem notícia...

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]