2019/05/10

Google vai desligar NEST do IFTTT em Agosto de 2019


A Google vai terminar o programa "Works with NEST", tendo como efeito imediato o corte da interligação dos produtos NEST com o IFTTT e - mais uma vez - demonstrando como não é aconselhável ficar dependente de qualquer empresa para os produtos de uma casa inteligente.

Um dos motivos que poderá ter levado muitas pessoas a optarem por termóstatos NEST seria a sua capacidade de interligação com toda uma panóplia de outros serviços, de forma fácil, através do IFTTT. Um serviço que permite combinar todo o tipo de funções de forma acessível até a utilizadores iniciados, de forma a criar automações como: se a temperatura no exterior subir acima de "X", então muda a temperatura no interior de casa para "Y".


Era algo que muitas pessoas poderiam ter configurado uma vez e nunca mais ter pensado nisso, mas que chegará ao fim no final de Agosto deste ano - pois a Google decidiu por um ponto final no programa Works with NEST, e com isso o NEST deixará de estar integrado com o IFTTT (entre outras coisas).

A Google vai transferir as coisas para o programa "Works with Google Assistant", que permitirá continuar a controlar o NEST através do Google Assistant, dizendo que foi a forma encontrada para manter os dados dos utilizadores privados (ao contrário do Works with NEST, o do Google Assistant só permite que se enviem dados e comandos, mas nunca se leiam dados no sentido inverso).


A grande questão é que nestas coisas das casas inteligentes, ninguém está interessado em acomodar mudanças que ocorram a cada poucos anos. Muitas vezes, depois de se configurar algo, o que se espera é que se mantenha a funcionar "para sempre" - pelo menos, até que algo avarie ou se tenha necessidade de mexer em algo. Ao matar o Works with NEST a Google relembra porque motivo não se deve nunca ficar dependente de um serviço externo e apostar apenas em equipamentos e serviços que fiquem sob total controlo do próprio utilizador ou que possam ser replicados por eles se vier a ser necessário. Afinal, tal como a Google mudou de ideias no Works with NEST, quem nos pode garantir que daqui por uns anos o mesmo não venha a ser feito com o Works with Google Assistant?

Algo a ter bem presente na altura de escolher que produtos e serviços utilizar para as ditas casas inteligentes.


Actualização: afinal a Google vai adiar o encerramento do serviço até que funcionalidades idênticas estejam disponíveis no Works with Google Assistant.

2 comentários:

  1. Concordo, o equipamento, para o utilizador ficar mais descansado deve ser um onde tudo seja programado e controlado localmente, baseado em padrões de funcionamento internacionais compatíveis, com a óbvia opção de controlar remotamente as funcionalidades que considerar apropriado.

    Somente com software/ hardware de código/ desenho aberto e desenvolvido por várias empresas diferentes é que tal poderá ser viável para garantir a manutenção & inovação por um lado e por outro que de um dia para o outro não se torna fechado para uma só empresa porque alguém naquele dia acordou com uma ideia diferente.

    ResponderEliminar

[pub]