2019/05/02

Tesla processada por acidente fatal causado pelo Autopilot


O acidente fatal ocorrido em Março de 2018, com um Model X que chocou violentamente contra um separador central, volta para assombrar a Tesla. A família do condutor, um engenheiro da Apple, está a processar a Tesla alegando que a empresa devia saber que o Autopilot poderia causar acidentes.

Embora o acidente tenha resultado de uma falha clara do Autopilot (sendo até repetida por outros Tesla que passavam no local) a verdade é que o Autopilot tem avisos bem claros de que não dispensa a atenção permanente do condutor e que, ultimamente, a responsabilidade caberá ao condutor do veículo. Daí que me parece que não haja grandes probabilidades de sucesso neste processo, de tentar atribuir a culpa à Tesla. Quando muito, a Tesla poderá ser culpada de ter tentado fazer passar a imagem de que o Autopilot seria melhor do que era na realidade, contribuindo para uma confiança exagerada por parte dos condutores.

Considerando que ainda recentemente a Tesla reforçou a sua intenção de ter automóveis 100% autónomos nas estradas já no próximo ano, vamos ver de que forma é que este caso nos tribunais poderá interferir com esses plano. Ainda assim, seria interessante ver de que forma é que um Tesla com o mais recente hardware e software lidaria com esta mesma situação que originou o acidente. Essa sim, seria uma das formas mais eficazes para a Tesla mostrar todos os avanços feitos desde então.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]