2019/06/12

App da LaLiga multada por espiar utilizadores para detectar emissões ilegais de futebol


A LaLiga foi multada em 250 mil euros pela Agência Espanhola de Protecção de Dados (AEPD), por usar secretamente o microfone e localização na sua app para detectar bares e restaurantes que fizessem emissões pirata dos jogos de futebol.

Que os nossos dados estão quase continuamente a ser espiados por "alguém", isso é um dado adquirido. No entanto as coisas mudam de figura quando, em vez dessa espionagem abstracta, cujos dados estão a ser analisados e recolhidos para fins que não são imediatamente aparentes, vemos aplicações práticas e imediatas dessa mesma tecnologia. Neste caso, fazer com que os utilizadores da app da LaLiga actuassem como uma polícia secreta para identificar locais com emissões ilegais de jogos de futebol.

A multa de 250 mil euros da AEPD peca por ser extremamente reduzida face ao abuso cometido (e ainda por cima, a LaLiga vai recorrer), não me parecendo que cumpra o propósito de fazer passar uma mensagem bem clara de que este tipo de abusos não pode ser tolerado. Hoje podemos ter o microfone e localização a serem utilizados para detectar jogos de futebol, amanhã poderemos ter outra app a usar o mesmo sistema para determinar que músicas estamos a ouvir em casa ou no carro (e a fazer cruzamento de dados para saber se estamos a subscrever um serviço que nos dê acesso às mesmas, ou a apresentar-nos uma conta para pagar no final do mes).

Claro que, por agora, ainda vamos tendo opções. Os utilizadores podem - e devem - simplesmente proibir o acesso destas apps à localização e microfone, reduzindo drasticamente a possibilidade de que este tipo de abusos seja cometido. Isso não impedirá que este tipo de práticas continue a existir (há muitas formas de uma app justificar o acesso a tal informação) mas pelo menos espera-se que o público vá ficando mais sensibilizado para isso.

3 comentários:

  1. Não deve demorar muito para as operadoras fazerem o mesmo cá se é que já não fazem.
    E eu que ficava contente se pudesse ver os canais todos em full hd sem ter de usar "boxes"!

    ResponderEliminar
  2. Vá lá, em Espanha sempre fizeram alguma coisa contra estes abusos encapuçados, se fossem em Portugal ninguém dava por isso...

    ResponderEliminar
  3. só 250 mil euros? e quanto tempo andou essa app a espiar os utilizadores? a multa devia ser muito mais cara.

    ResponderEliminar

[pub]