2019/06/02

Facebook, Instagram e YouTube preparam o fim da guerra dos contadores


Já imaginaste o que seria seguires alguém no Instagram apenas por gostares do que essa pessoa publica, independentemente de ter 10 seguidores ou 1 milhão deles? É isso mesmo que poderá acontecer em breve.

O número de likes, seguidores, visualizações, tornou-se num verdadeiro estigma digital que foi para além de tudo o que se poderia imaginar. Aquilo que é um mero número informativo tornou-se em algo que é usado por adolescentes para angustiar quem tem poucos seguidores; e que até tem dado origem a contas que se dedicam exclusivamente a comparar a evolução dos seguidores de influenciadores rivais. Muitas pessoas, implicitamente, sentem-se tentadas a seguir alguém que tenha muitos seguidores, e quase descartam pessoas que têm poucos seguidores... mesmo que até pudessem gostar dos seus conteúdos (quase temendo que o facto de gostarem de algo com número reduzido de likes/seguidores possa afectar a sua reputação entre os seus amigos).

Mas parece que, a bem ou a mal, vamos ter grandes alterações. Fala-se que o Instagram poderá deixar de apresentar o número de likes nas fotos; e que também o YouTube deixará de apresentar valores precisos para se limitar a dar uma indicação mais genérica (ao estilo da que é utilizada para contabilizar o download de apps na Play Store: mais de 100, mais de 1000, mais de 100 mil, etc.)

O objectivo será reduzir o peso exagerado que esta métrica tem assumido, e que acaba por levar a muitas distorções - e afectando até o comportamento social, não só dos responsáveis pelas contas, como também por quem os segue. Seria curioso que algumas destas pessoas se sentissem "perdidas" por deixarem de se poder guiar por um número que lhes aparecia no ecrã do seu computador ou smartphone, para passarem a ter que pensar pelas suas cabeças sobre se realmente gostam daquilo ao ponto de justificar que sigam essa pessoa ou vejam determinada coisa.

3 comentários:

  1. Chega a ser desesperante assistir a videví de 5 minutos no YouTube em que os autores passam quase 2 so a pedir cliques no botão de "gosto" e para nos tornarmos seguidores do canal...

    E ativar a sineta para recebermos "notificações"...

    Arre!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. *videví = erro do Gboard.
      Deveria ser *vídeos* obviamente.

      Eliminar
  2. As redes sociais estão cheias de imbecis

    ResponderEliminar

[pub]