2019/06/02

Sony lança chip para comunicações wireless IoT


A Sony mostra que não aprendeu com os erros do passado, e volta a fazer - agora a propósito da comunicação IoT - aquilo que é conhecida por fazer: criar mais um sistema proprietário.

No passado a Sony trouxe-nos os VCRs Beta, os MiniDisc, os MemoryStick (e seguramente outras mais coisas que agora não me lembro) - que tiveram em comum o facto de todos eles terem ficado a perder por serem formatos proprietários, e onde a tentativa de abertura e licenciamento (nos casos em que foi feito) chegaram tarde e foram incapazes de convencer o mercado. Agora a propósito das comunicações de longa distância, embora já existam serviços como o Sigfox e LoRa, a Sony volta a propor o seu próprio serviço proprietário: o ELTRES.

O ELTRES é destinado a comunicações com baixo consumo e de longo alcance, prometendo alcances de quase 100 quilómetros, ter robustez suficiente para ser utilizado em ambientes muito congestionados e com interferências, e também podendo ser utilizado em objectos que se desloquem a velocidades elevadas.

Para promover a sua adopção, a Sony já tem um chip (CXM1501GR) que dá uso a esta rede nos 920MHz, e que também integra um receptor GPS para que desde logo permita fazer a localização de dos equipamentos em que for integrado. As possibilidades são muitas... mas tendo em consideração o longo historial da Sony nos formatos proprietários, acho que será melhor esperar até que se crie um formato standard e que seja multi-marca... só por via das dúvidas.

1 comentário:

  1. Carlos, apesar de tambem achar que a Sony ainda não deve ter aprendido, o Betamax perdeu a guerra no preço a quem diga que em parte por culpa da industria pornográfica, o Minidisc não foi um fiasco antes pelo contrário, só não teve grande sucesso nos EUA nem em portugal.

    Pra mim o grande fiasco deles foi terem adoptado o ATRAC3 e como têm a Sony Music ateimaram em não usar o MP3...

    ResponderEliminar

[pub]