2019/06/03

Millennium "mata" MB Way a 17 de Junho


Depois de terem incentivado os clientes a adoptarem o MB Way, chega a altura em que bancos se arriscam a arruinarem o serviço, com a cobrança de comissões.

Inicialmente, a utilização do MB Way era gratuita (embora desde o início alertasse que ficaria ao critério dos bancos definir eventuais comissões de utilização). Mas recentemente, começamos a ver os bancos em Portugal a ameaçarem com a cobrança de taxas caso se utilizasse a app do próprio MB Way, dizendo que não as cobrariam se se utilizasse o serviço MB Way a partir das apps dos bancos respectivos. Mas agora, nem isso - pelo menos para o Millennium.

A partir de 17 de Junho o Millennium BCP vai começar a cobrar pelas transferências MB Way, quer se utilize a app MB Way ou a app do banco. Caso se utilize a app Millennium será cobrado um valor de 50 cêntimos por transferência; caso se utilize a app MB Way o valor sobe para os 1.20 euros; valores aos quais acresce o imposto de selo.

Para atenuar isto, o Millennium apresenta como "boa notícia" a possibilidade de ficarem isento de custos, sendo que para isso bastará ter menos de 23 anos, ou para os mais velhos, subscreverem um dos serviços Programa Prestige; Programa Prestige Direto; Portugal Prestige; Cliente Frequente ou Millennium GO. Dito de outra forma, será um excelente incentivo para que se deixe de utilizar o MB Way (de relembrar que o Millennium há muito que cobra até pelas transferências interbancárias - algo que, por si só, já poderá ser considerando como um forte incentivo para mudar para outro banco que não cobre por esses serviços básicos).

... Vai ser interessante ver que tal os bancos nacionais irão reagir à chegada de mais serviços de "dinheiro digital" e a sentirem na pele uma maior concorrência e diversidade neste sector.

19 comentários:

  1. Venham os serviços digitais, estou farto destes escroques.

    ResponderEliminar
  2. Existe algo que me esta a escapar.
    Não percebo o burburinho que existe de volta do MB Way.
    Até parece que a sua única funcionalidade é fazer transferências, o MB Way tem outras funcionalidades bastante úteis na minha opinião.
    Eu uso diariamente para levantar dinheiro e fazer pagamentos em terminais MB, visto que nos dias de hoje quase todos os terminais suportam MB Way.
    Não sou crítico em pagar pelas transferências, mas sim pelo valor cobrado pelo mesmo. Acho que podiam ter taxas mais atrativas, porque o custo operacional não é assim tão elevado para os bancos.
    Atenção, que hoje em dia "quase" todas as transferências são pagas (mesmo online HomeBanking) a menos que o cliente tenha por exemplo uma conta frequente ou conta ordenada onde paga uma mensalidade e tem transferências gratuitas entre outros serviços, tais como oferta dos custos dos cartões de débito e crédito.

    ResponderEliminar
  3. BPI há 3 semanas que passou a cobrar pelo MB Way, exceto se for na App BPI (que é lenta como um raio).
    Revolut, cada vez mais - até os nossos bancos, chulos, se lembrarem de nos quererem chular ainda mais (mas gostam do dinheirinho do Português quando precisam de ser resgatados).

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já falei de vários outros no passado (BPI, por exemplo). Este foi apenas por se estar a aproximar a data do "ultimato": se nao quiserem pagar pelo MB Way, têm que pagar pelo "Prestige, Frequente, etc."

      Eliminar
  5. Vem alguém da banca defender ações dos bancos ... shocker!

    ResponderEliminar
  6. Não percebo a jogada de quererem o pessoal a usar mbway nas apps do próprio banco em lugar de na aplicação desenvolvida para esse propósito. Simplesmente não faz sentido até porque assim, garantir a segurança da aplicação passa a estar do lado dos bancos. É um assunto a acompanhar com cautela porque mesmo o REVOLUT tem mais que se lhe diga do que aquilo que está à vista

    ResponderEliminar
  7. Porque o governo lhes obriga a fornecerem serviços Multibanco gratuitos, eles vingam-se agora nesta marca.

    Infelizmente, e para o normal cidadão, vindo dos bancos nunca será de esperar coisa boa...

    ResponderEliminar
  8. Eu tenho Millenniumbcp desde a nova rede em 1992 e nunca paguei nada por transferências interbancárias como se diz no artigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho desde que era Atlântico, e o benefício que tenho por ser cliente há 40 anos é pagar. :)

      Eliminar
  9. Já somos dois, Carlos Martins. Sou do tempo em que o BPI era Fonseca e Burnay há 44anos, e. . .pago.

    ResponderEliminar
  10. Este tipo de notícias só me dá cada vez mais pica para criar um banco totalmente digital sem comissões e tretas burocráticas.

    ResponderEliminar
  11. Bonito, bonito era alguém do Governo vir dizer que espera que a Caixa não cobre comissões para os bancos privados ficarem logo todos borradinhos.

    ResponderEliminar
  12. Eu utilizo o Banco CTT e não pago quaisquer taxas e por ter o vencimento domiciliada ainda tenho uma conta poupança em que posso mexer no meu dinheiro a qualquer altura e sem qualquer penalização de juros e que me dá 1% de juros até um montante máximo de 5000€. Além disso não pago qualquer comissão para transferências para outros bancos, para manutenção da conta, para o cartão de débito, entre muitas outras comissões que se pagam habitualmente nos bancos. Fica a dica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando o Banco CTT, que tem um par de anos, já tiver uma carteira de clientes mais sólida e tiver que começar a apresentar rendibilidade, logo veremos se (esperançosamente) continua assim :)

      Eliminar
  13. Mas a grande maioria dos Jovens é Millenium Go ou tem uma conta pacote, por isso, não acredito que vá ser problemático.

    ResponderEliminar
  14. Eu também sou cliente desde a Nova Rede e pago por transferências, pago para ter os cartões, pago taxas e taxinhas quando vou para fora e uso os cartões Millennium. Só ainda não mudei de banco porque os outros estão a seguir o mesmo caminho. Mas estou atento e sim já tenho o Revolut.

    ResponderEliminar
  15. Bom artigo.
    Conhecem alguma app que permita pagar referências nacionais(água, luz, impostos) e que permita associar associar os cartoes N26 ou Revolut??

    ResponderEliminar

[pub]