2019/06/28

reCaptcha V3 da Google desaparece da vista mas aumenta vigilância sobre utilizadores


Ninguém gosta de enfrentar os "Captchas" - os testes que tentam validar que um utilizador é realmente humano - e com o reCAPTCHA v3 a Google conseguiu fazê-los desaparecer da vista. O que os utilizadores poderão não saber é que isso é acompanhado por uma vigilância ainda mais abrangente de forma invisível.

O reCaptcha da Google é um dos mais populares sistemas de captchas no mercado, e que em vez de se limitar a fazer testes cada vez mais abstractos até tinha como propósito ajudar a fazer o reconhecimento de texto de livros digitalizados, depois de números de porta do Street View, etc. Na sua versão posterior a Google conseguiu eliminar os testes e reduzi-lo a uma simples checkbox que validava que o utilizador era realmente humano, utilizando uma série de factores de análise de como interagia com a página; e agora com a versão reCAPTCHA V3... até a checkbox desaparece por completo.

O problema é que este desaparecimento vem acompanhado de uma monitorização ainda mais abrangente nos bastidores, com a Google a recomendar que o serviço de análise do reCAPTCHA seja aplicado em todas as páginas dos sites que o utilizam, e não apenas nas páginas onde tradicionalmente era feito o teste.



De forma idêntica ao que é feito pelo serviço de estatística Google Analytics, com isto a Google consegue acompanhar e monitorizar com grande detalhe aquilo que cada visitante faz em cada página. Algo que naturalmente é benéfico para efeitos de detectar eventuais visitantes fraudulentos ou bots, mas que por outro lado também dá à Google uma assustadora quantidade de dados sobre cada utilizador. Será este um utilizador que passou mais tempo a ver a secção de roupa numa loja online, ou a secção de bebidas? É este um utilizador que navega rapidamente por uma página ou um que faz scroll vagarosamente e usa o ponteiro do rato para seguir o que está a ler?

Embora a Google diga que os dados recolhidos pelo reCAPTCHA sejam apenas utilizados para efeitos de validar que o utilizador é realmente humano, será difícil não imaginar todas as formas como esses dados serão utilizados pela Google para ir completando o seu perfil sobre cada utilizador.

Na prática, é apenas o tipo de análise que muitos outros serviços já vão fazendo (não faltam sites com scripts de análise que permitem replicar com exactidão tudo o que o utilizador fez). A diferença é que, tratando-se de um serviço da Google, é bastante mais provável que seja aplicado a milhões de sites pela web fora, permitindo um cruzamento de dados bastante mais vasto do que aquele que é feito por cada site individualmente.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]