2019/07/16

FaceApp envelhece o rosto e manda fotos para a Rússia


A FaceApp tem estado nas notícias, não por permitir fazer manipulação de fotos para envelhecer os utilizadores, mas sim por "enviar as fotos para a Rússia". Algo que na verdade se limita a replicar os termos de utilização de praticamente toda e qualquer app e site da actualidade.

A app FaceApp é uma nossa velha conhecida - já por cá passou quando colocava pessoas a sorrir - que voltou a ter uma ronda de popularidade por permitir envelhecer o rosto dos utilizadores (também os pode fazer parecer mais novos, se assim quiserem). Mas, há quem tenha ficado chocado ao espreitar as condições de utilização da app, e visto que a app pede autorização para receber as fotos dos utilizadores, ou que "monitorize" os acessos feitos aos seus servidores, incluindo os famigerados cookies.

No fundo, está a fazer-se uma tempestade num copo de água, com a app a limitar-se a guardar apenas a mesma informação que qualquer utilizador cede ao visitar um qualquer site web; para além de obviamente também precisar do acesso às fotos que vão ser manipuladas para aplicar os devidos efeitos. Se ficarem chocados com a informação que a FaceApp supostamente recolhe, poderão ficar ainda mais chocados por descobrir que praticamente toda e qualquer outra app ou site faz o mesmo, ou mais ainda - e nem vamos falar do tipo de permissões que serviços como o Facebook e Google pedem, ou o que fazem com os nossos dados.

Aliás... será que alguém já se deu ao trabalho de ler a política de privacidade que está associada à mera utilização do smartphone que estão a utilizar para correr a FaceApp? Pois é... se calhar está alguém preocupado com a chuva que está a entrar por uma janela aberta, numa casa que nem sequer tem telhado.


Actualização: os criadores da FaceApp também já vieram esclarecer o que nem merecia ser esclarecido.

3 comentários:

  1. Gosto que de um momento para o outro os jornais lembraram-se que os serviços da Internet colectam dados do utilizador. Mas o ponto alto da minha admiração foi quando abri o link da noticia e o jornal me pediu para fazer login no nonio.

    ResponderEliminar

[pub]