2019/07/21

Whosintown mostra por onde andam os utilizadores do Instagram


A app Whosintown mostra a assustadora realidade da acumulação de dados que são revelados publicamente, e que neste caso permite saber por onde andam todas as pessoas que se sigam no Facebook - ou seja, segui-las no mundo real.

Muitas pessoas podem achar que não será muito grave partilharem ou publicarem fotos que contenham a sua localização. Afinal, quem é que se vai dar ao trabalho de ver onde é que determinada foto foi tirada; e caso o faça, certamente irá fazê-lo muito raramente. Certo? Talvez... mas a app Whosintown mostra como assumir isso é um grave erro, e que essa informação poder compilada, organizada e visualizada de forma bem mais simples e eficiente do que se poderia imaginar.

A app Who's in town pode vasculhar todas as fotos de todos os utilizadores que se sigam no Instagram, e criar um mapa cronológico de todos os locais por onde passaram.



Claro que para isto os utilizadores têm que aceitar partilhar as fotos geolocalizadas no Instagram, mas o resultado efectivo é dar-nos um pequeno vislumbre do tipo de coisas que as grandes empresas como o Facebook, Google, Apple, assim como os operadores de telecomunicações, e muitos outros serviços, sabem sobre cada um dos seus utilizadores.

Neste caso estamos apenas perante uma ferramenta básica que nos mostra por onde pessoas do Instagram andaram / andam; mas imagine-se o que um pouco mais de análise sobre estes dados revelaria: quais os sítios mais populares (provavelmente revelando a localização da sua casa, trabalho, ou outros locais onde passe grande parte do tempo); quais os seus padrões de actividade diária; etc. etc. Não menos preocupante é saber que, mesmo que se decida deixar de utilizar fotos geolocalizadas no Instagram (ou deixar de utilizar o Instagram por completo), não será possível escapar a que este tipo de dados continue a ser recolhido sempre que se anda com o smartphone no bolso, ou quando se entra num centro comercial, ou em inúmeras outras situações.

Com tal poder à distância de uns cliques... será que se pode mesmo confiar que quem tem estes dados será capaz de resistir à tentação de abusar deles? Edward Snowden veio revelar publicamente que há efectivamente motivos para estar preocupado; e suspeito que desde que ele fez isso, as coisas terão evoluído para "muito pior".

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]