2019/08/15

Dragonfly Futurefön foi fraude milionária no Indiegogo


O Dragonfly Futurefön apresentou-se há cinco anos no Indiegogo como sendo o hiper-transformável do futuro mas, como desde logo se suspeitou, não passou de uma mega-fraude que fez evaporar milhões de euros dos bolsos dos que acreditaram no projecto.

O curioso dispositivo dobrável tinha todos os ingredientes necessários para cativar os interessados por tecnologia inovadora e futurista.
Se já temos smartphones que se convertem em tablets, e tablets que se convertem em portáteis, poderemos encarar este Dragonfly Futurefön como o passo seguinte, ao prometer um mini-tablet que poderá ser encaixado numa base que o transforma num autêntico portátil "dobrável" com dois ecrãs - e não são dois ecrãs quaisquer, são dois Super AMOLED de 7" com 2560x1440.

O projecto promete variantes com Android, e também uma com Windows no sistema principal e Android no ecrã secundário; e para tornar tudo ainda mais apelativo, "despachou" as primeiras 99 unidades por apenas $99.


Infelizmente, era também um projecto de crowdfunding que logo desde o início fazia soar múltiplos alarmes - como dizia eu na altura:
Ora, embora eu até seja uma pessoa que implicitamente confie nos outros (até prova em contrário), não posso deixar de achar este projecto bastante suspeito. Por um lado, temos a promessa de um produto que me parece "futurista demais" para ser concretizado com um projecto que apenas pretendia angariar 10 mil dólares; depois temos a tal questão de estar a despachar o produto ao "desbarato" e que poderá ser entendido como uma técnica para atrair os mais crentes; e por último temos uma equipa responsável pelo projecto onde apenas surgem listados o CEO e uma gestora de "Social Media".
E infelizmente, veio a confirmar-se os piores receios, com o projecto a não passar de uma mega-fraude que conseguiu angariar vários milhões de euros, entre o dinheiro obtido directamente no Indiegogo e outros investidores. Aliás, refira-se que mais uma vez o Indiegogo teve um comportamento lastimável, deixando que o projecto continuasse a recolher fundos durante cerca de dois anos, mesmo após terem sido feitas inúmeras reclamações.


Infelizmente, e como ainda recentemente referimos a propósito de pedidos de donativos fraudulentos, é extremamente fácil aproveitar plataformas existentes para que, com alguns minutos de trabalho, se possam criar histórias que visam ludibriar os outros. Há que estar atento e, no mínimo, perder alguns momentos a investigar antes de se atirarem de cabeça para algo que envolva dinheiro (ou outras formas de "investimento").

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]