2019/08/29

Fairphone 3 aposta na reparação fácil


Com alguns smartphones a serem praticamente impossíveis de abrir, dificultando coisas inevitáveis como o trocar de uma bateria (ou ecrã, para os mais azarados), o Fairphone 3 apresenta-se no extremo oposto, com peças modulares e fáceis de substituir.

Tal como nas edições anteriores, o Fairphone 3 é um smartphone que se preocupa em ser "justo" a todos os níveis, preocupando-se com a origem dos componentes, e a longevidade do equipamento na mão dos utilizadores. Nas características, temos um smartphone com ecrã 18:9 de 5.7", Snapdragon 632, 4GB de RAM, 64GB + microSD, câmara de 12MP, frontal de 8MP, sensor de impressões digitais na traseira, e bateria (amovível) de 3000mAh.

A parte do "amovível" é algo que se estende a praticamente todos os componentes, seguindo uma construção modular que facilita a reparação e substituição em caso de avarias.




Infelizmente, estas preocupações fazem-se reflectir negativamente no preço. Mesmo tendo características medianas, o Fairphone 3 chega com um preço de 450 euros que a maioria dos utilizadores poderá considerar excessivo - especialmente quando se trata de um smartphone que nem sequer vem com câmara dupla, ou sensor de impressões digitais integrado no ecrã, coisas que já são assumidas existirem em smartphones nesta gama de preço. Mas, será o preço a pagar por quem quiser partilhar essas mesmas preocupações e valorizar o trabalho que está a ser feito pela Fairphone.


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]