2019/10/09

Apps "chulice" na Play Store cobram exorbitâncias por coisas básicas


Para além do adware e malware que regularmente se consegue infiltrar na Play Store, os utilizadores Android têm também que ter atenção para não caírem nas garras das apps "chulice" - apps tecnicamente legais mas que cobram centenas de euros por coisas básicas.

Há um número crescente de apps que tem recorrido a uma táctica absurdamente simples para ganhar dinheiro enganando os utilizadores de forma legal: cobrando valores elevados. Ninguém no seu perfeito juízo iria pagar dezenas de euros por  uma app para ler código QR, no entanto há uma app desse tipo que, após 3 dias de utilização gratuita, debita 104.99 euros aos incautos. E se acham um exagero, que tal a app Professional GIF Maker para fazer GIFs, e que no final do mesmo período cobra 214.99 euros?

Estas apps adoptam nomes idêntico a apps populares, e recorrem à distracção ou desconhecimento dos utilizadores para que carreguem no botão "testar gratuitamente", que após o período de teste cobra o valor que os seus criadores tiverem colocado.


A Sophos detectou dezenas de apps a usar está táctica, oferecendo funcionalidades básicas mas cobrando mais de 100 e de 200 euros, uma delas com mais de 10 milhões de downloads!

Mesmo aparentemente não fazendo parte das regras da Play Store a proibição de vender apps a preços exorbitantes, a Google removeu a maioria destas apps após ter sido contactada no sentido de clarificar a sua posição quanto a isto.

Esperemos que com a proliferação deste tipo de apps, a situação chegue rapidamente ao ponto em que a Google adicione essa cláusula. Ou pelo menos torne ainda mais claro quando se chega ao fim do período de teste e se vai passar a pagar: um popup de confirmação nesse momento, a indicar "precisa pagar €100 para continuar a usar a app - tem a certeza que aceita?"

10 comentários:

  1. A pergunta que fica por responder é porque se torna necessário serem entidades exteriores a fazer andar estas situações?

    Não haverá um único departamento que seja dentro da Google que tivesse a incumbência de alertar e informar quem de direito?

    ResponderEliminar
  2. Mas que situação estúpida, a Google tem obrigatoriamente de exercer a sua actividade fiscalizadora e das boas práticas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porquê? Não está a ser feito nada ilegal, paga quem quer...

      Eliminar
  3. Eu não tenho cartão de crédito associado ao Google mesmo por causa destas coisas. Nunca comprei nada da play store mas se quiser compro um cartão com plafond.

    ResponderEliminar
  4. Sobrevivência do mais forte, não têm de ser removidas, quem for burro o suficiente para pagar $100+ por um leitor de código de barras, merece pagar $100+ por um leitor de código de barras

    ResponderEliminar
  5. Mas porque raio é que a google deve remover estas apps? Eu se quiser posso desenvolver uma app com um ecrã inicial com um botão que não faça nada e pedir 250 por ela, paga quem quer. Desde que não tenha efeito nefasto nenhum nos dispositivos onde é instalada, e que faça o que se propõe a fazer, não vejo o mal de pedir qualquer valor pela app, lá está, paga quem quer

    ResponderEliminar
  6. Acho uma graça e estes anónimos...

    Um dia quando tiverem filhos (ou até progenitores em idades mais avançadas - saberão eles o que isto quer dizer?) seria interessante ver as suas expressões faciais quando a "chulice" lhes batesse à porta...

    Mas é tudo legal, não é?

    (legal quer dizer que determinados seres humanos decidem que determinada situação pode ou não ser considerada aceitável, não é?)

    Quanto a mim, o que este artigo referiu é inaceitável, e se for necessário alterar leis para que isso deixe de ser legal, não serei eu a estar do lado da oposição as essas leis, não.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quanto às outras duas pessoas que postaram, não sei, mas eu tenho tanto filhos, como pais(em idades bem avançadas, mas que utilizam diariamente smartphones, tablets e outros dispositivos), se não têm capacidade de saber que pagar €100 por uma aplicação destas, têm de ser tomadas medidas pelos guardiões ou pelas pessoas responsáveis para evitar que tal aconteça, como tal concordo com o que o outro "anónimo" disse, sobrevivência do mais forte.

      Eliminar
    2. Eu sempre tenho muitas reservas mentais acerca de personagens anónimos, por vezes esqueço o porquê desta minha opinião, mas depois com estes exemplos aqui dados, lembro-me logo, logo.

      Eliminar

[pub]