2019/10/31

Google suspendeu AutoVoice por não gostar da descrição da app


Relembrando os riscos de se estar dependente de uma entidade central aprovadora, a Google suspendeu o AutoVoice da Play Store por não gostar que a descrição da app seja pouco abonatória para o Google Assistant.

O AutoVoice é um módulo que adiciona capacidades de reconhecimento de voz e processamento de som ao - já de si poderoso - Tasker. No entanto, João Dias, o criador da app, foi surpreendido por uma situação ainda mais ridícula que a habitual. Diz ele que já está mais que habituado a ter que lidar com "esquisitices" por parte da Google sempre que lança uma actualização das apps, mas que desta vez a coisa foi ainda mais estranha.

A actualização começou por ser recusada (algo que aparentemente já é habitual), mas pouco depois foi aprovada sem que tivesse sido feita qualquer alteração, para de seguida a app ser removida da Play Store. Mas pelo menos, desta vez a Google teve a cortesia de não só explicar o que se passava - de que tinha a ver com a descrição usada na app - como até de sugerir a descrição que deveria ser usada!

A descrição original (recusada) era:
If you install the AutoVoice Android app and Tasker you'll be able to do anything you want with your Google Assistant. Suddenly there's no more stuff that it doesn't understand because you can just make it understand anything you want. :)
A descrição sugerida pela Google é:
AutoVoice Action works along with the AutoVoice Android app. You'll be able to send commands from the AutoVoice Action to the AutoVoice Android App to perform several types of actions.

Como se pode ver, desaparece a referência ao Google Assistant e a indicação de que com esta app podemos fazer com que perceba tudo o que quisermos dizer.


O AutoVoice já está novamente disponível na Play Store (por enquanto apenas em inglês - o processo de aprovação para as restantes línguas costuma ser mais demorado), e nada como o seguinte vídeo para demonstrar o tipo de coisas que se torna possível:



1 comentário:

  1. Os critérios da Google são realmente interessantes. Ter a loja cheia de clones chineses cheios de spam, publicidade e na pior das hipóteses, virus, sem problema. Descrições inofensivas? leva com o martelo.

    ResponderEliminar

[pub]