2019/10/29

Nissan ajusta preço da bateria do Leaf para os €7000


A Nissan veio finalmente repor a normalidade na estranha situação do preço abusivo para a substituição da bateria do Leaf, pelo qual estava a pedir cerca de 30 mil euros, dizendo que o preço passará a ser de 7 mil euros (mais mão de obra e IVA) a partir de 4 de Novembro.

Num comunicado (incluído na íntegra no fim), onde Nissan passa a maior parte do tempo a fazer uma "lavagem publicitária" da marca, nem sequer abordando a questão essencial de explicar porque motivo estava a querer cobrar por um pack de baterias um valor quase idêntico ao de um carro novo, só no parágrafo final se tem a parte que realmente interessa: que o preço da substituição da bateria de um Leaf será de 7 mil euros, mais custos de instalação, mais IVA, a partir de 4 de Novembro.

A avaliar pelos preços exorbitantes que também foram referidos noutros países, esta situação (do preço excessivo) não terá sido caso isolado em Portugal, mas sim fruto de algum lapso da marca a nível global, e que por qualquer motivo não terá contemplado a situação de quem quisesse trocar integralmente a bateria por "excesso de uso" - portanto, fora das condições da garantia (de 8 anos ou 160 mil km).

O mais importante é que assim fica reposta a normalidade, com um preço bastante mais justo e aceitável para os donos dos Leaf que, inevitavelmente, lá irão chegar a uma altura em que terão que contemplar a situação de trocar a bateria.



Segue-se o comunicado integral da Nissan:
Tal como o motor é o órgão central num veículo a combustão, a bateria está no coração de um automóvel elétrico e é, portanto, um componente significativo do Nissan LEAF. Mais de 140 mil Nissan LEAF foram vendidos na Europa desde o seu lançamento em 2010 e a bateria da Nissan provou ser extremamente durável, não havendo registo até hoje de qualquer incidente crítico envolvendo a bateria.

A vasta maioria - 99,5% - dos veículos elétricos Nissan mantém a sua bateria original. O pequeno número de substituições de baterias que ocorreram até ao momento foram maioritariamente relacionadas com reparações na sequência de colisões. Os Nissan LEAF vendidos atualmente na Europa possuem uma garantia de capacidade de bateria das mais abrangentes do sector, de 8 anos ou 160.000 km, com um número de reclamações dentro da garantia extremamente baixo. A Nissan em Portugal apenas tem conhecimento de 1 cliente que pretende efetuar a substituição integral da bateria fora da garantia em 2019. Em Portugal circulam atualmente mais de 4.200 Nissan LEAF e e-
NV200, sendo o Nissan LEAF líder de vendas no mercado nacional.

Ao longo destes 9 anos os nossos clientes têm tecido muitos elogios em relação ao desempenho e durabilidade da bateria, e não é expectável que tenham necessidade de substituir as baterias durante a vida útil dos seus LEAF e e-NV200. As baterias são constituídas por 48 módulos que podem ser substituídos unitariamente, evitando assim a substituição integral da bateria. A Nissan é a única marca em Portugal a possuir centros próprios de reparação de baterias. Neste momento existem dois centros de reparação que servem toda a rede de concessionários Nissan. Em breve existirão mais centros de reparação em território nacional.

Caso exista a necessidade extraordinária de substituição integral da bateria fora da garantia, o preço fixado pela Nissan a partir de dia 04 de Novembro de 2019, é de 7.000 euros + custos de instalação (+ IVA).

8 comentários:

  1. Mais uma vergonha totalmente evitável...

    Mas mesmo assim, ainda não consigo compreender o que se terá passado.

    ResponderEliminar
  2. "O que se terá passado" simples tentaram mandar a escada, se ninguém dissesse nada continuava, é sempre assim empresas fazem as coisas, depois quando as vozes se começam a ouvir voltam a trás.

    ResponderEliminar
  3. Eu gostava a título de curiosidade de perceber o motivo para o cliente ter pedido para se substituir a bateria?
    Ao mesmo tempo e dado que o preço fixado pela Nissan só entra em vigor a 4 de Novembro implica que o cliente teve de inchar com os 25k € certo?
    Acho que esta é uma situação que muita gente não contemplou na altura de comprar um eléctrico e possivelmente graças a este caso vai-se tornar um ponto mais a considerar seriamente na compra de um carro a "pilhas".
    Vamos ver o que irá acontecer a partir de agora até com outras marcas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era um condutor da Uber, já fez mais de 160 mil km e tenha as baterias bastante desgastadas e sem dar o nivel de autonomia pretendido.

      O caso é estranho porque inicialmente era este o valor aproximado indicado pela Nissan para a troca da bateria. Depois terem mudado o preço para os 25-30 mil é que foi completamente despropositado e inexplicável.

      Eliminar
  4. Quanto será a mão-de-obra mais o IVA?
    Não é coisa rara a mão de obra mais IVA ficar mais caro que o próprio produto.
    Espero pelas cenas do próximo capítulo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo orçamento que tinham dado originalmente, o trabalho era cerca de €250, e em peças adicionais algo entre €400-500 (mais iva).

      Eliminar
  5. E quanto são os "custo de instalação"?
    A meu ver, e considerando que provavelmente terão de "desacopular" o chassi da carroça ou então desmontar o interior da viatura quase todo, o preço deve ser igualmente assustador, nomeadamente considerando o preço/hora de trabalho especializado que as marca costumam cobrar.

    ResponderEliminar
  6. Se nem conseguem definir se querem escrever com o desacordo ortográfico ou não num comunicado, muito diz da Nissan Portugal...

    ResponderEliminar

[pub]