2019/11/20

Cuidados a ter nas compras online (na Black Friday e não só)


A aproximação da Black Friday, Cyber Monday e época de Natal faz aumentar drasticamente as compras online, mas há algumas precauções que se devem tomar.

As últimas semanas de cada ano têm dado origem a um autêntico frenesim de compras, e invariavelmente isso acaba por originar grandes pesadelos logísticos a todos os níveis: nos fornecedores, nas lojas, nas empresas de transporte, nos sistemas de pagamento, etc. Mas, assumindo que nos certificamos de que o tal preço promocional era mesmo um bom negócio entramos na fase de esperar ansiosamente que o produto nos chegue a casa. Mas, as nossas recomendações comecem mesmo antes disso:

Usar métodos de pagamento que protejam o comprador

Para precaver quaisquer imprevistos (extravios, produtos defeituosos, etc.) convém que se utilize um método de pagamento que ofereça o máximo de protecções ao comprador. Isso poderá ser feito usando serviços como o PayPal, ou cartões de crédito que incluam seguro de compras online; ou até mesmo o recurso a cartões virtuais MB net em situações onde interesse definir um limite de valor ou prazo. No caso do PayPal, temos até vantagens como o pagamento dos portes em caso de devoluções.

Escolher métodos de envio com tracking

Especialmente nestas épocas mais complicadas, é mais importante que nunca optar sempre por um método de envio que inclua tracking, mesmo que obrigue a pagar mais alguns euros. Não há nada pior do que não ter qualquer informação por onde anda a nossa encomenda. Obviamente que há excepções, no caso de serem produtos de valor ultra-reduzido, mais baratos que o próprio valor do envio - mas nesse caso, estejam mentalizados para aguardarem o tempo que for preciso... e de que a encomenda poderá nunca chegar. Nesse caso, nada como dar uso ao ponto anterior, e recorrer à protecção da compra para pedir a devolução do dinheiro.

Ter cuidado na recepção da encomenda

O passo final tem a ver com a própria recepção da encomenda. Infelizmente já tivemos vários exemplos no país, de empresas de transportes onde havia forte probabilidade dos próprios funcionários extraviarem as encomendas. São coisas que empresas como a Amazon têm vindo a combater (temos o recente exemplo de pedirem passwords de confirmação da entrega), mas que não evitam as situações de uma embalagem poder vir com menos produtos do que se esperava, ou até de se receber uma caixa vazia.

Será conveniente moderar a ansiedade de receber a encomenda, e prestar atenção ao estado da mesma, procurando todo e qualquer sinal suspeito: Há algum buraco de tamanho excessivo na caixa? Há sinais da fita adesiva ter sido cortada e nova fita aplicada por cima? O peso parece suspeito? Em qualquer uma dessas situações poderá ser mais prudente recusar a recepção da encomenda; ou então, proceder à abertura da mesma em frente ao estafeta, para que ele possa testemunhar a situação. No caso de já estarem sozinhos, torna-se recomendável dar uso à câmara do smartphone, e gravarem em vídeo a abertura da caixa - integralmente, do início ao fim. Como se pode imaginar, é algo que não poderá ser feito apenas com fotos, nem tão pouco funciona depois de já terem aberto a caixa.


Dito isto, aproveito para relembrar que - felizmente - os problemas continuam a ser uma excepção extremamente reduzida das compras online. Fazendo mais de uma centena de compras online todos os anos, nem sequer me recordo da última vez que tive algum problema. Muitas coisas continuarão a estar fora do nosso controlo, pelo que teremos apenas que nos lembrar de fazer as coisas referidas acima para tentar minimizar a ocorrência das tais excepções.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]