2019/11/19

Google Maps faz aproximação às redes sociais


A Google parece não conseguir ultrapassar o falhanço de ter tentado forçar o Google+ a todos os utilizadores, e volta a fazer nova tentativa - desta vez um pouco mais subtil - de transformar um dos seus produtos de maior sucesso, o Google Maps, em rede social.

O Google Maps há muito que deixou de ser apenas um local para ver mapas e fazer navegação, tendo passando a contar com fotos e avaliações dos utilizadores sobre estabelecimentos e locais. Agora, a Google quer levar esse conceito ainda mais longe, permitindo que os utilizadores façam "follow" dos local guides que considerarem mais relevantes.

O programa Local Guides visa incentivar que os utilizadores publiquem fotos, avaliações, e informações sobre os locais e estabelecimentos que visitam, através de um sistema de pontos que vai dando acesso a alguns benefícios. Infelizmente, o tempo dos benefícios realmente úteis (como o 1TB de espaço extra no Google Drive) há muito que acabou, limitando-se agora a apresentar uns emblemas diferenciadores, e prometendo o acesso a eventos exclusivos aos contribuidores mais activos.

Não sei até que ponto se justifica seguir alguém meramente pelas fotos e avaliações que coloca no Google Maps, mas não é segredo que a Google há muito que está a promover que os local guides tirem o máximo de fotografias possíveis de todos os locais. Por outro lado, bem sabemos que o Instagram, no início, era dominado pelas fotos de comida, pelo que, se calhar a táctica da Google poderá não estar tão mal pensada quanto isso.

Por agora esta funcionalidade de follow vai estar disponível apenas nalgumas cidades seleccionadas, como Nova Iorque, São Paulo, Londres, Cidade do México, Osaka, São Francisco e Nova Deli.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]