2019/11/27

MediaTek Dimensity 1000 supera Snapdragon 855+ e Apple A13 no AnTuTu


A MediaTek parece estar prestes a entrar em 2020 com um campeão - o novo SoC Dimensity 1000, que não só conta com 5G integrado, como apresenta um desempenho no AnTuTu que supera o Snapdragon 855+ e o A13 da Apple.

A MediaTek costuma ser vista como a escolha para os chips económicos e mais modestos, mas o seu novo Dimensity 1000 (MT6889) não tem nada de modesto. Fabricado num processo de 7nm, este chip torna-se desde já num concorrente inesperado que tem a "audácia" de superar os resultados dos actuais campeões do momento, o Snapdragon 855+ da Qualcomm e o A13 da Apple, no benchmark AnTuTu.


O MediaTek Dimensity 1000 atingiu um valor de 511363, superior aos 496226 do Asus ROG Phone II equipado com um Snapdragon 855+, e aos 456065 obtidos pelo iPhone 11 Pro da Apple. No valor referente ao CPU, os 161266 obtidos são o valor mais elevado de sempre atingido no AnTuTu.

É certo que a Qualcomm deverá estar prestes a revelar o seu mais recente Snapdragon, que deverá recuperar a liderança neste benchmark, mas isto são excelentes notícias que significam que, em 2020, ter um smartphone com um chip MediaTek deixará de estar associado a resultados de "gama média / baixa". Pelo contrário... caso este Dimensity 1000 venha a ter o preço competitivo que se espera, poderá apanhar de surpresa o mercado, dominando todo o segmento abaixo dos topo de gama, e com desempenho que pouco ou nada lhes ficará dever.

4 comentários:

  1. Estamos a assistir a uma reviravolta no campo da produção de CPUs e GPUs, primeiro foi a AMD a destronar a Intel e agora a mediatek a tentar destronar Apple e Qualcomm, sem dúvida muito bem vinda esta concorrência.

    ResponderEliminar
  2. "Sacar" poder de processamento cru não é difícil. O difícil é encontrar o equilíbrio entre o poder de processamento e a eficiência no consumo de energia. Vamos ver se este Mediatek faz realmente frente aos Qualcomm.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, mas o facto de ser um chip de 7nm faz antever que possa ter uma boa eficiência... Mas, em breve será esclarecido. :)

      Eliminar
  3. O problema dos mediatek é que pelo menos no passado (e no presente?) eles deixavam de suportar novas versões do Android com imensa rapidez, e sem suporte oficial os fabricantes não se metiam em aventuras e não faziam actualizações de plataforma por tal motivo... a maior parte mudou para a Qualcomm por causa dessa falta de suporte com excepção óbvia das empresas chinesas e daquelas que não querem saber de dar suporte mais prolongado.

    ResponderEliminar

[pub]