2019/11/22

Rússia proíbe equipamentos sem apps russas pré-instaladas


Smartphones, computadores, Smart TVs e outros produtos, ficam impedidos de chegar até aos consumidores russos a não ser que venham com apps russas pré-instaladas.

A partir de Julho de 2020 será proibido vender smartphones, computadores, e smart TVs que não venham com apps russas pré-instaladas. A medida é justificada como sendo uma forma de promover os serviços nacionais, sendo apenas um reflexo do que já é feito com muitas outras apps e serviços que vêm pré-instaladas de origem nestes produtos, e mostrando aos consumidores que existem alternativas nacionais que podem utilizar.

Obviamente, do lado dos mais cépticos, a medida levanta sérias preocupações quanto a ser um passo para o governo russo garantir a instalação de apps e serviços que permitam manter uma vigilância mais apertada sobre os seus cidadãos.

Algumas entidades já disseram que não será possível aceder a esta exigência da Rússia para alguns produtos, e que em resposta a isso a única opção será abandonarem o território. Mas, a não ser que isso seja feito por um número substancial de fabricantes, será algo que acabará por não ter impacto significativo, e com a saída de uma marca a ser aproveitada pelas outras que acatarem as exigências.

Vai ser interessante ver como empresas como a Apple, Samsung e outros grandes fabricantes reagem a este medida, e se irão ceder a esta exigência russa.

3 comentários:

  1. Que país espetacular, que sociedade maravilha, que mentalidades fantásticas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conhece alguma coisa sobre aquele país, sociedade e mentalidade?🤓

      Eliminar
    2. Preferes uma sociedade liberal deste género:
      "uma empresa especializada no "enriquecimento de dados" - leia-se: reunir a maior quantidade possível de dados sobre tudo e todos"
      https://abertoatedemadrugada.com/2019/11/dados-de-622-milhoes-de-pessoas.html

      Eliminar

[pub]