2020/01/22

Actualização faz crashar app do Twitter e serve de aviso para actualizações automáticas


Servindo de exemplo para os riscos das tecnologias que assumimos como "garantidas", uma actualização da app do Twitter fez com que a app nem sequer arrancasse, deixando a empresa a fazer alertas desesperados para que os utilizadores não fizessem a actualização.

Para 99.99% das vezes (excepto se for o Windows), o sistema de actualizações automáticas funciona bem e faz com que os utilizadores acordem a cada dia com a garantia que têm as suas apps actualizadas sem precisarem preocupar-se com isso. O problema é quando as coisas não correm bem - seja porque motivo for - e nos deparamos com coisas destas:


[Décadas de tecnologia e desenvolvimento, para se ter um pedido à moda antiga para não actualizar uma app]

Podemos criticar o controlo de qualidade do Twitter, de permitir que uma actualização com bug desta magnitude fosse lançado para o público. Mas, podemos também criticar a plataforma (neste caso a Play Store), por não permitir que um developer cancelasse imediatamente uma actualização problemática - ou disponibilizasse de urgência uma nova actualização corrigida. Isto para não falar em protocolos mais complexos, em que o sistema detectasse que uma app não arrancava após uma actualização e repusesse a versão anterior funcional.


Em qualquer dos casos, e ficando demonstrado que o sistema não é imune a erros (será que há mesmo algum controlo de qualidade, se se permite a entrada na Play Store de uma actualização que faz com que a app nem sequer arranque?) o que fica garantido é que a nossa tecnologia actual está a uma actualização problemática de distância de se tornar numa inutilidade - e o assustador é que isso tanto pode acontecer por acidente, como neste caso do Twitter, ou... deliberadamente.

Será preciso manter presente que aquilo que temos nos nossos smartphones não é realmente nosso, mesmo que se pense ter "comprado" uma app (veja-se o que vai acontecer com os jogos Tetris da EA que vão ser desligados em Abril) - e que da próxima vez que um smartphone ou app deixar de funcionar com o utilizador a usar a desculpa habitual do "eu não fiz nada", ele poderá ter toda a razão, e a culpa ser de uma actualização.

2 comentários:

  1. Aconteceu-me. Como já me tinha acontecido noutras aplicações (MBWay, posso nosso de cada dia), limpei os dados da aplicação e tinha o problema resolvido.

    ResponderEliminar

[pub]