2020/01/27

iPad faz 10 anos


O iPad foi apresentado há precisamente 10 anos, por Steve Jobs, e continua a manter-se como o tablet de referência que as alternativas Android ainda não foram capazes de apanhar.

Hoje em dia temos tablets para todos os preços e gostos, e os iPads são vistos como perfeitamente comuns - mas as coisas não eram assim há dez anos atrás. Depois do sucesso do iPhone sabia-se que seria uma questão de tempo até que a Apple avançasse para um tablet, sendo este um dos projectos que Steve Jobs mais desejava. Na altura, a grande surpresa foi a Apple disponibilizar o iPad a um preço bastante razoável de $499, quando se esperava que fosse cobrar bastante mais (agora já o pode fazer, com os iPad Pro a começarem nos 910 e 1130 euros) - ainda assim, foi recebido por muitas vozes críticas que previam que fosse um falhanço completo.

A principal vantagem, se assim se pode dizer, é que ao ser lançado o iPad fomentou-se o mercado para os tablets e não demoraram a surgir alternativas, com preços por vezes quase inacreditáveis. A única questão é que, enquanto do lado do iOS os developers tiveram algum cuidado em adaptar as suas apps para serem usadas no iPad e tirarem partido do espaço extra; no campo do Android continuam a ser muito reduzidas as apps que o fazem devidamente - muitas vezes limitando-se a tratar aquilo como um smartphone grande, o que nem sempre resulta tão bem quanto se desejaria.

[experimentem ler música a partir do ecrã de um smartphone]

Dito isto, a utilidade de um tablet continua a ser definida pelo tipo de uso que se lhe quiser dar. Eu confesso que continuo sem o considerar como uma peça indispensável, já que mesmo em casa por norma cedo ao comodismo de continuar a usar o iPhone ou smartphone que tiver "à mão", do que andar com o iPad (ou outro tablet) atrás. Ainda assim, há situações em que não o dispenso, e em que as suas vantagens são inegáveis... :)

Steve Jobs já não está entre nós, mas entre iPhones e iPads, a sua memória perdura e continuará a perdurar por muito mais tempo.


Como curiosidade adicional: no momento do lançamento do iPad a ausência do Flash ainda era vista como um ponto negativo. :)


2 comentários:

  1. Tendo em conta toda a gama de produtos da Apple, e nos segmentos em que estes se inserem, o iPad é na minha opinião, o único "must buy" da Apple neste momento.
    Nos telefones e computadores, de facto arranjamos sempre uma alternativa tão boa, ou em muitos casos melhor.

    No caso dos iPads, o caso é completamente diferente. A alternativa simplesmente não existe.

    ResponderEliminar

[pub]