2020/02/05

Xiaomi revela dificuldades do carregamento a 100W


A Xiaomi está numa fase em que revela que algumas das suas promessas afinal não serão cumpridas tão cedo. Depois das câmaras sob os ecrãs, é a vez do prometido carregamento Super Charge Turbo a 100W.

Há poucos dias chegou a notícia que as câmaras invisíveis sob o ecrã não chegariam em breve. Agora, vêm dizer que a tecnologia de carregamento rápido Super Charge Turbo de 100W, que tinham demonstrado há quase um ano, também seguirá pelo mesmo caminho.

Esta tecnologia prometia carregar um smartphone com bateria de 4000mAh dos 0 aos 100% em apenas 17 minutos. Mas agora, a Xiaomi vem revelar que existem vários problemas que ainda não foram superados.
  1. Degradação da bateria: As bateria não gostam de calor. Com o carregamento a 100W as baterias sofrem uma degradação 20% superior face a uma bateria com carregamento a 30W.
  2. Dificuldades técnicas de implementação: Este sistema obriga a utilizar tensões mais elevadas que complicam a sua implementação em dispositivos compactos como smartphones.
  3. Desempenho: A Xiaomi diz que quer implementar esta tecnologia numa altura em que seja possível utilizá-la de forma contínua e não apenas ocasionalmente.
  4. Segurança: Será necessário implementar medidas de segurança a vários níveis, em múltiplos componentes - bateria, motherboard, carregador, etc. - para garantir a sua segurança em diferentes estilos de utilização.
  5. Diferentes estilos de carregamento: Embora este sistema diga respeito a carregamento por cabo, a Xiaomi também tem que considerar a compatibilidade com outros carregadores e sistemas de carregamento wireless.

Com tudo isto, a Xiaomi não diz quando é que um smartphone com carregamento a 100W poderá chegar ao mercado, e por agora avança com um inquérito sobre se os utilizadores prefeririam uma bateria de 4000mAh com carregamento a 100W, ou uma de 5000mAh com carregamento a 30W.



Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]