2020/03/02

Análise ao NAS Synology DS218+


Os NAS são um equipamento que acaba por se tornar "inevitável" em casa dos fãs das tecnologias que não queiram depender completamente dos serviços na cloud, e desta vez vemos que tal se comporta o DS218+ da Synology.

Em 2018 tivemos a oportunidade de analisar o NAS Synology DS218, equipamento se destingiu pela sua versatilidade, sendo capaz de apresentar um nível de desempenho muito interessante, fazendo esquecer o processador Realtek que o equipa. Com a chegada de uma nova versão do DiskStation Manager (DSM 7) agendada para breve, recebemos o convite da Cloud IT para testar o NAS DS218+, uma versão melhorada do NAS por nós analisado anteriormente.



Embora os serviços de stream e a cloud sejam algo cada vez mais enraizado na nossa sociedade, os fabricantes de NAS continuam a apostar na apresentação de novos modelos, acompanhados de funcionalidades cada vez mais diversificadas, que permitem centralizar num só produto, operações que muitas vezes aparecem dispersas por vários equipamentos.


Synology DS218+



Este DS218+ pode ser visto como um irmão vais velho do DS218, com a Synology a apostar no reforço do hardware mantendo o design estrutural. O processador Realtek RTD1296 dá lugar a um Celeron J3355 da Intel; a memória passa a ser extensível, com a marca a disponibilizar 2GB no slot interno, ficando outro slot livre para receber um SO-DIMM de 4GB, para uma expansão para os 6GB de RAM.



Este segundo slot está presente na zona interior da caixa, havendo apenas que remover a tampa frontal e os dois adaptadores dos discos para poder instalar um segundo módulo de memória.


Em termos de portas, mantém-se uma RJ-45 1GbE, cai a porta USB 2.0 que dá lugar a mais uma USB 3.0, agora num total de 3 portas. Conta ainda com uma porta eSATA para ligação de um disco externo.



Tem um consumo previsto de 17.23 W em operação com dois discos, 5.4 W com estes últimos em hibernação. A nível de ruído, a Synology avança com um valor de 19.3 dB, o mesmo que é apresentado na DS218.



Este NAS DS218+ permite a instalação de dois discos, não sendo necessária a utilização de ferramentas para esse efeito. Basta remover a tampa frontal para ter acesso aos adaptadores que vão alojar os discos.



Uma ligeira pressão no clip presente na parte superior vai libertar o mecanismo de bloqueio, bastando depois puxar o adaptador para o exterior.



Os discos ficam encaixados através de duas placas que são instaladas nas laterais do adaptador. Os pinos que são inseridos na zona roscada garantem a imobilização dos discos e contribuem para a redução de ruído produzida pela sua vibração.

Em utilização



Em termos de software, o DS218+ corria à altura desta análise a versão DSM 6.2.2-24922 Update 4, estando a aguardar pela versão final da DSM 7 prevista para o terceiro trimestre deste ano. A marca considera que esta será uma actualização de peso, com novas funcionalidades, para as quais pretende garantir o grau de qualidade a que tem habituado os seus clientes. Esta é efectivamente uma área onde a Synology apresenta um nível de excelência, disponibilizando um leque muitíssimo alargado de aplicações, complementado com as contribuições da comunidade de developers. As opções vão desde uma suite Office, até gestão de fotografias, passando pelo agendamento de backups ou o alojamento de um blog Wordpress.

Para mais informações sobre a actual versão da DSM e instalação da mesma, sugere-se a consulta da análise à Synology DS218, onde apresentamos uma análise detalhada sobre este tema.

Leitura

Escrita

LAN Speed Test

No que diz respeito ao desempenho, a limitação continua a estar na porta de rede gigabit, com a velocidade de transferência em leitura e escrita a ficar muito próximo dos valores máximos teóricos. Ao copiar ficheiros de vários GB de uma partilha SMB para um PC Windows, o DS218+ registou um máximo estável de 111MB/s em leitura e 112MB/s em escrita. Estes valores são naturalmente inferiores quando transferirem vários ficheiros de dimensão mais reduzida.

Quem utilizar o NAS para backup de vídeo pode contar com o transcoding de ficheiros H.264 (AVC), H.265 (HEVC), MPEG-2 e VC-1 com uma resolução máxima de 4K (4096 x 2160). A recodificação pode ser feita a 1080p@30fps com dois canais de stream em simultâneo. Esta funcionalidade está disponível para as aplicações que a Synology disponibiliza gratuitamente na sua loja: Video Station (possibilidade de acesso remoto), DS video (para mobile) e Media Server (equipamentos DLNA na mesma rede interna). Como alternativa, poderão utilizar o conhecido Plex, sendo que a descodificação por hardware obriga à subscrição do serviço pago Plex Pass disponível em três opções: 4,99€/mês, 39,99€/ano ou 119,99€ por equipamento.


Apreciação final



Este NAS Synology DS218+ é uma evolução natural do NAS DS218, conseguindo (como esperado) melhorar o nível de desempenho deste último. O ruído emitido é exactamente o mesmo, colocando-se o mesmo problema anteriormente reportado, com a utilização do NAS na sala de estar a ter de ser devidamente equacionada. Não que os ~19dB sejam demasiado intrusivos, sobretudo se a televisão estiver ligada, mas poderá demorar alguns dias a que se habituem ao ruído quando não existirem outras fontes de ruído na mesma divisão.

A capacidade de resposta do conjunto é exemplar, com o DS218+ a não ter problemas em tratar diversas solicitações ao mesmo tempo, mostrando pode ser uma solução não só para os utilizadores mais exigentes, mas também para pequenas empresas em busca de uma solução para backups.

Este nível de desempenho só é possível graças à utilização do processador Intel, que tem um suporte de 2 ou mais GB de RAM. Este hardware possibilita ainda que se se executem várias tarefas ao mesmo tempo sem que o hardware se ressinta dos vários pedidos executados em simultâneo, algo que não é passível de acontecer com o mesmo nível de qualidade em modelos com hardware mais limitado.

O NAS Synology DS218+ está disponível por cerca de 340 euros.




Synology DS218+
Escaldante


Prós
  • Facilidade de instalação
  • Desempenho global
  • Biblioteca de software

Contras
  • Ruído
  • Preço



Synology DS218+

Escaldante (5/5)

4 comentários:

  1. Tenho este modelo, com 6gb de ram, e só posso recomendar. Fantástico!!!

    ResponderEliminar
  2. Boa análise ;)

    Quanto ao NAS, qual a vossa opinião face aos NAS da TerraMaster e da QNAP ?

    Globalmente e para uso doméstico qual a solução mais equilibrada ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Numa análise a equipamentos no mesmo segmento de preço, a TerraMaster poderá ficar a ganhar em termos de hardware, mas o software está a anos luz daquilo que a concorrência disponibiliza. Há que ter em conta que para uma utilização dita "normal", tem tudo o que é necessário (ver a análise que publicámos).

      Synology vs QNAP já é mais taco a taco. A interface DSM é mais simples e intuitiva, permitindo centralizar vários processos no equipamento. Será no entanto uma questão de gosto.

      A Synology tem ainda uma vasta comunidade de developers, havendo opções para tudo e mais alguma coisa.

      Eliminar
  3. Já usei QNAP e atualmente uso um DS118 e sem dúvida que recomendo Synology, o Só é muito mais intuitivo e simples de usar. Também as APPS são melhores. TerraMaster nunca usei, mas segundo algumas reviews é mais fraco que as outras duas.

    ResponderEliminar

[pub]