2020/04/10

França exige que Google pague por excertos de notícias


França tem sido um dos maiores pesadelos para as empresa tecnológicas norte-americanas, e volta à carga com a decisão de que a Google tem que pagar para mostrar os excertos das notícias que acompanham os links (os chamados "snippets").

A questão da "taxa dos links" tem durado há muito, mas agora a decisão parece ser tão final quanto possível, com a exigência de que a Google pague aos respectivos editores pela apresentação dos excertos das suas notícias. Uma medida que, se seguir o exemplo já decorrido noutros países, terá uma progressão bastante lógica:
  1. A Google deixa de apresentar os excertos das notícias
  2. O tráfego para esses sites noticiosos cai a pique
  3. Os responsáveis pelos sites imploram para que a Google volte a apresentar os snippets
É lamentável que se esteja repetidamente a passar pelas mesmas situações, quando já se sabe o desfecho que irão ter; e é preciso ter em conta que a Google já tem pago centenas de milhões na Europa para iniciativas que no fundo são "distribuir dinheiro para deixar os editores de notícias felizes". E parece-me que um destes dias a Google lá se fartará de tudo isso e simplesmente encerrará o Google News na Europa.

Noutros tempos, as empresas teriam que subsistir pelos seus próprios meios, e se não o conseguissem fazer, encerravam. Actualmente, vivemos numa época em que temos empresas que, se não facturarem, passam a exigir que outros paguem; ou que o Estado as venha subsidiar para poderem continuar a fazer aquilo que querem, mesmo que não seja sustentável (e nem vamos falar naqueles contratos das ex-SCUTs, em que se paga pelo carros que por lá não passam). Para isso, que paguem directamente aos cidadãos o muito falado "rendimento mínimo assegurado", e dispensam-se os intermediários. ;P

2 comentários:

  1. Não acho que faça sentido.
    Mas confesso que acho que a Google já precisa que a ponham no lugar. O domínio do mercado e as atitudes que tem tomado têm me feito perder o respeito e ainda mais a confiança nesses srs.

    ResponderEliminar
  2. A Google deveria pressionar a União Europeia para passar legislação que obriga os estados membros a publicarem uma lista permanentemente actualizada, e num determinado formato fácil de interpretar, que indica os endereços dos web sites de notícias e similares que beneficiam de tal pagamento, para que a Google possa excluí-los das pesquisas e assim protegê-los do "furto" de informação.
    Os web sites poderiam perfeitamente colocar num ficheiro robots.txt na raiz do endereço:
    User-Agent: *
    Disallow: /

    Ou meter no início de cada página entre o head e o /head as várias etiquetas para os robots.

    Mas por algum motivo preferem fingir que não têm como evitar que vão lá furtar-lhes as notícias....

    ResponderEliminar

[pub]