2020/04/25

Satélite Intelsat 901 regressa ao activo após "boleia" em órbita


O satélite Intelsat 901 ganhou mais cinco anos de vida no espaço depois de ser rebocado pelo satélite MEV-1.

Os satélites necessitam de periodicamente fazer pequenos ajustes em órbita, fazendo com que seja apenas uma questão de tempo até que o seu combustível se esgote, mesmo que tudo o resto permaneça operacional. Quando isso está prestes a acontece há que tomar precauções para evitar que um satélite sem possibilidade de controlo se torne num risco para os demais satélites. No espaço desde 2001, o Intelsat 901 tinha ficado sem combustível e já se encontrava numa órbita destinada ao "lixo espacial". No entanto, com o MEV-1 o satélite foi recuperado e reposto em acção.

O MEV-1 agarrou o Intelsat 901 e funcionou como um rebocador, colocando-o na órbita adequada, e garantirá que o mesmo continuará operacional durante os próximos cinco anos. Após esse período, voltará a colocá-lo na órbita destinada ao "ferro-velho", e ficará livre para repetir o trabalho com outros satélites.

O resultado desta missão já fez com que a Intelsat encomendasse uma missão MEV-2, que deverá ser lançada ainda este ano, para prolongar a vida do satélite Intelsat 1002 que também está a ficar sem combustível.


Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]