2020/06/04

Android 11 dificulta instalações de APKs


O Android sempre permitiu a instalação de apps de fontes "desconhecidas", mas com o Android 11 o processo de dar essa permissão às apps torna-se um pouco mais inconveniente.

Para além da permissão global que permite a instalação de apps de fontes desconhecidas, o Android conta também com uma permissão para que certas apps possam proceder à instalação de apps - uma permissão que torna mais simples coisas como permitir que se instalem APKs directamente a partir do Chrome ou do Firefox, por exemplo.

Até agora, quando isso acontecia, o Android fazia surgir uma janela a indicar a falta dessa permissão, permitindo activá-la e regressando ao ponto em que se estava, para que se continuasse o processo.

[Num Android 10, a activação da permissão leva-nos de volta ao ponto em que se estava]

Mas no Android 11, após se dar a permissão de instalação de apps a uma app, a mesma é terminada - num processo equivalente a removê-la completamente da memória - que obriga a abri-la novamente, correndo-se o risco de fazer com que deixe de ter coisas como campos previamente preenchidos, ou mantido o local exacto onde se estava, dificultando o processo de chegar ao mesmo ponto em que se estava.

[no Android 11, a app é terminada e atira o utilizador para o launcher]

Infelizmente isto não é devido a um bug, mas sim a alterações de segurança feitas no Android 11, em que ao activar esta permissão é dada à app um nível de acesso diferente ao sistema de ficheiros, e que obriga a que a app tenha que ser reiniciada.

É pena que a Google não tenha considerado essa situação para permitir um funcionamento equivalente ao dos Android anteriores, mas por outro lado também há que ter em conta que isto só será um incómodo da primeira vez que se dá a permissão de instalação a uma app; depois disso já não será necessário voltar a passar pelo mesmo.

1 comentário:

[pub]