2020/06/08

Nova burla MB Way via pedir dinheiro


Depois da técnica de associar o cartão Multibanco da vítima ao telemóvel do burlão, surge agora uma nova táctica para enganar os mais distraídos nos pagamentos via MB Way.

Para além de nos deixar fazer pagamentos ou enviar dinheiro para outras pessoas através do seu número de telefone, o MB Way também permite fazer o pedido de dinheiro a outras pessoas - uma funcionalidade útil para aquelas vezes em que se divide a conta de um almoço ou jantar e se quer evitar "esquecimentos" por parte de algumas pessoas.

E é precisamente essa funcionalidade de "Pedir dinheiro" que tem estado agora a ser usada para enganar as pessoas em 5 simples passos:
  1. O comprador (burlão) contacta o vendedor e confirma que quer comprar o artigo.
  2. O comprador pergunta ao vendedor se pode fazer o pagamento através da funcionalidade MB Way - "Enviar dinheiro".
  3. O comprador (burlão) usa a funcionalidade "Pedir dinheiro" em vez da funcionalidade "Enviar dinheiro".
  4. O vendedor recebe uma notificação MB Way no telefone que lhe pede para "Enviar Dinheiro".
  5. O vendedor carrega em "Enviar dinheiro" por erro e em vez de estar a receber dinheiro, está na realidade a enviar dinheiro ao suposto comprador (burlão).

Embora a mensagem diga claramente que se trata de "enviar dinheiro", o facto de se estar com o pensamento no "receber dinheiro" faz com que seja bastante provável que se possa cometer o erro de aceitar a operação e, em vez de receber dinheiro, subtraí-lo da nossa conta e enviá-lo para o burlão.

Importa pois estar extremamente atento com toda e qualquer notificação MB Way, e verificar pausadamente se é efectivamente aquilo que seria suposto ser. E no caso de serem apanhados por um destes burlões, não se esqueçam de fazer queixa imediatamente no banco e junto das autoridades, para que o número de telefone associado ao burlão seja rapidamente cancelado do MB Way.


[Obrigado ao nosso leitor de longa data José Luis por nos ter informado desta nova burla]

8 comentários:

  1. Neste caso não é possível que se faça o tracking da conta que foi associada ao mbway?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, não se entende qual a dificuldade de acabar com estas burlas mbway de forma rápida, o dinheiro vai para uma conta bancária normal cujo banco só abriu depois do burlão ter facultado toda uma série de documentos identificativos. Mesmo que os documentos sejam falsos também seria possível sinalizar e bloquear a conta. Se a dificuldade for aferir quem está a falar a verdade (por ex. ser o caso de uma fraude reversa em que alguém alega falsamente fraude para ficar com o dinheiro e o produto) podia-se simplesmente bloquear ambas a contas até se esclarecer a situação. A mim parece-me que simplesmente não há interesse por parte dos bancos e das autoridades em resolver o problema...

      Eliminar
    2. Skynet, a entrevista da CEO da SIBS (Madalena Cascais Tomé) no Bom dia Portugal da RTP, há umas duas semanas. Quando a jornalista Carla Trafaria colocou a questão sobre segurança e burlas, a resposta por parte da responsável foi completamente uma fuga do assunto. Este típico comportamento é lamentável a todos os níveis, e um descrédito para a instituição.
      Bastava afirmar que iam procurar fazer campanhas de sensibilização para boas práticas de utilização e ficava uma outra imagem.
      Se a própria SIBS recusa a abordar o assunto, parece-me que mais uma vez estamos a defender criminosos em detrimento de defender o consumidor.

      Eliminar
    3. O comentário do Skynet não faz sentido. Como é que tu provas que a ação de enviar dinheiro foi de facto uma burla? Vou começar a comprar coisas e a dizer que foi burla né? A malta não sabe ler Português? Está lá enviar dinheiro, não receber dinheiro. Talvez possa-se mudar o texto para ser mais explicito, agora vir dizer que a SIBS e os bancos não têm interesse em resolver isto é ridículo. Quanto mais seguro for um sistema destes, mais pessoas vão usar.

      Eliminar
    4. Não têm interesse, mas vai ver a entrevista e diz se aquilo é ou não uma falta de bom senso, tendo em conta os inúmeros casos que estão a acontecer com o sistema. Uma empresa que se quer séria tem de saber tomar atitudes, mesmo que seja simplesmente educar, e não desconversar sobre um tema sério.

      Eliminar
  2. Já me tentarmam fazer isto no ano passado.
    É uma técnica já bastante utilizada.

    ResponderEliminar
  3. Quem acha que isto é uma falta de segurança devem de ser daqueles condutores que nos estacionamentos contra as lojas ou outros carros porque confunde o acelerador com o travão e depois achas que a culpa é do carro.

    O MBWay é um meio de pagamento e a segurança para o meio de pagamento estará assegurada. Alguém alguma vez ouviu falar que houve troca de destinatários ou dinheiro a ser desviado dentro da própria app?
    A questão da identificação também estará assegurada, porque um número de telemóvel só pode ser associado a um cartão, que por sua vez tem de pertencer a um dos bancos parceiros e estar associado a uma conta. E em Portugal existem regras bem definidas para se poder abrir uma conta num banco.

    ResponderEliminar

[pub]