2020/07/29

Análise ao LG K41s


Sabendo-se que, hoje em dia, praticamente todos os smartphones de gama média / superior oferecem prestações mais que satisfatórias, torna-se interessante ver que tal se comportam os modelos mais económicos, como é o caso deste LG K41s.


A LG tem estado bastante distante dos seus tempos áureos (quando nos trouxe os Nexus 4 e Nexus 5), e nestes últimos anos tem sido incapaz de fazer frente a rivais como a Samsung, Huawei, Xiaomi, Oppo, e outras. No entanto, não tem desistido e tem procurado reinventar-se, embora este K41S ainda não seja um dos modelos já abrangidos pela sua nova filosofia.

O LG K41s


O LG K41s vem com um ecrã HD+ de 6.55" (1600x720), CPU Mediatek MT6762 Helio P22, 3GB de RAM, 32GB + microSD, quad-câmara de 13 MP, (wide) + 5 MP (ultrawide) + 2 MP (macro) + 2 MP (depth), câmara frontal de 8MP num notch gota de água, bateria de 4000mAh, e Android 9 (embora com actualização prometida para o Android 10). O carregador fornecido é de 10W.





Os acabamentos são interessantes, e também é fornecida uma capa de protecção transparente, sempre útil para minimizar estragos em caso de quedas acidentais, ou simplesmente para dar confiança acrescida para se poder pousar o smartphone em qualquer superfície sem temer riscos na tampa traseira. Temos também um botão dedicado para o Google Assistant, e uma cada vez mais rara ficha de 3.5mm para os headphones


O sensor na traseira é algo que também vai sendo cada vez mais anacrónico, mas que temos que aceitar tendo em conta o segmento de preço deste smartphone.


Câmaras


Com a imponente presença de quatro câmaras na traseira, o LG K41s parece estar mais que habilitado a satisfazer nesta área.






As fotos são razoáveis desde que haja um nível de luz adequado, e com a macro a poder dar jeito para os casos ocasionais em que seja necessário aproximarem-se para tirar fotos a alguns detalhes de objectos. Ainda assim, penso que teria sido mais vantajoso a LG optar por se manter apenas com uma ou duas câmaras, mas que se comportasse melhor quando a luz desaparece; já que em situações de pouca luminosidade os resultados são bastante fracos.



Em funcionamento


Com a LG a dar destaque à presença de um botão dedicado ao Google Assistant, somos desde logo confrontados com a experiência de utilização do Google Assistant em Português. O Google Assistant funciona bastante bem em português e, quem for fã dos comandos por voz, irá apreciar a presença do botão para acesso imediato.


O maior problema é que, tal como o funcionamento geral do smartphone, o seu processador MediaTek é incapaz de fornecer uma experiência "imediata" de utilização. O carregar no botão do Google Assistant pode dar origem a uma ausência de resposta que nos faz duvidar se teremos carregado no botão certo, deixando de carregar nele e nesse instante aparecendo o Google Assistant, levando-nos a carregar novamente no botão. Não sei até que ponto a culpa será unicamente do CPU escolhido ou se se deverá às opções da LG na optimização da bateria - mas se for este o caso, espero que com a actualização para o Android 10 este smartphone possa fornecer uma experiência mais constante em termos de rapidez de resposta.


De resto, se se superar as tais hesitações ocasionais (que se tornam bastante mais notórias caso exista algo a ser feito em background, como actualizar apps), o K41s tem capacidade para lidar com o uso típico que será esperado: passear pelo Facebook, Instagram, apps, web, etc.



Um pormenor que achei particularmente curioso e bem conseguido, é o de o wallpaper de origem disfarçar o notch da câmara no ecrã.


Apreciação final



O LG K41s é um smartphone com boa qualidade de construção e solidez, no entanto não consegue superar as limitações que já seriam antecipadas por quem considera um smartphone com preço na casa dos 150 euros. As câmaras são suficientes para lidar com situações em ambientes bem iluminados, mas acabam por ser vítimas do departamento de marketing que terá preferido ter "4 câmaras" em vez de "2 câmaras" mas melhores. Com a versão do Android fornecida, tornam-se bem notórias bastante hesitações que, à partida, o seu CPU MediaTek deveria ter capacidade para superar.

Resta esperar que a actualização para o Android 10 possa resolver esse aspecto, mas neste momento esse será a maior "irritação" para a sua utilização no dia a dia; mas que também tem que ser vista sem perder a perspectiva de que se trata de um equipamento que já se pode encontrar por valores de 130 euros.

Dito isto, sai daqui com um:


LG K41s
Morno

Prós
  • Qualidade de construção e acabamentos
  • Câmaras (com boa iluminação)
  • Autonomia

Contras
  • Fluidez de utilização
  • Ainda com Android 9
  • Câmaras (com fraca iluminação)


Galeria de imagens







LG K41s

Morno (3/5)

2 comentários:

[pub]