2020/07/24

MS mostrou Halo Infinite e novos jogos para a Xbox - mas a melhor notícia foi o preço


A Microsoft fez mais uma ronda dedicada aos jogos que estão para chegar para a Xbox One e futura Xbox Series X, com muitos nomes conhecidos, alguns exclusivos... e uma boa notícia no final.

A Xbox não tem tido o mesmo nível de exclusivos que a Sony tem conseguido com a PS5, sendo que quase sempre se limitam a ser as mesmas sagas do costume: Gears of War, Halo, Forza (não que isso seja mau). A apresentação não trouxe grandes novidades em termos de jogos novos, focando-se quase sempre em títulos já conhecidos, com exclusividade de lançamento na Xbox - mas com direito a algumas novidades realmente novas, como o curioso Grounded que nos coloca em tamanho miniatura a tentar sobreviver num quintal.



Segundo o resumo da Microsoft sobre este Xbox Game Showcase:
Mas mesmo que os jogos não tenham surpreendido, a última revelação da MS fê-lo em grande nível. Todos estes jogos que foram apresentados estarão disponíveis gratuitamente para os subscritores do Xbox Game Pass - um grande trunfo que rapidamente nos faz olhar para eles de forma bem diferente, e que coloca a MS muito bem posicionada para que a Xbox One e futura Series X recolha a preferência de muitos jogadores.

Ao preço normal todos estes jogos superariam facilmente o preço da própria consola, mas assim, ficam acessível pelo preço de dois jogos por ano - para além de todos os outros jogos já disponíveis; e isto sem contar com que muitos deles ficam disponíveis tanto na Xbox como em PC. A Sony terá que se apressar a encontrar uma fórmula idêntica para criar o seu "Netflix" dos jogos.

8 comentários:

  1. "não trouxe grandes novidades em termos de jogos novos" como assim? State of Decay 3, Everwild, Avowed e Fable tudo AAA! Já para não falar de Ori a 120fps até agora o único em consolas e The Medium com dois mundos renderizados em tempo real. Não concordo com o seu ponto de vista.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitos dos jogos anunciados irão estar também disponíveis para as PS4/PS5. Os 120fps também são tecnicamente possíveis na PS5, assim como a curiosidade dos "2 mundos" do The Medium (que é apenas um exclusivo temporário Xbox e tudo indica que também chegará à PS5).

      Segundo o que aqui é dito: dos 20 jogos apresentados, 11 serão exclusivos Xbos, os restantes 9 serão multiplataforma ou exclusivos temporários. Não terá sido uma proporção escolhida por acidente. :)

      Ainda assim, acho que continua a ser muito mais relevante o facto de *todos* fazerem parte do Game Pass.

      Eliminar
    2. Li há pouco uma perspectiva interessante que explica o que tentei dizer:
      A Sony está a apostar em exclusivos PS5 em força, como forma de fazer com que o maior número de pessoas compre a PS5 o mais rapidamente possível.
      A MS está a preferir manter a continuidade / compatibilidade com a Xbox One, como forma de tornar mais apetecível a subscrição do Game Pass, com o "bónus" de que quando se comprar uma Series X, se terá direito aos jogos melhorados sem ter que pagar mais por isso (aliás, nem sequer se paga os jogos que já estiverem incluidos no Game Pass).

      Estratégias diferentes mas igualmente válidas.

      Isso explicará porque motivo a Sony poderá fazer mais "show-off" com jogos exclusivos PS5 que nem sequer se precisam preocupar em correr na PS4; enquanto que a MS fica com mais jogos que são "melhorados", mas que continuam a ter que pensar nas questões de também funcionarem na geração anterior.

      Eliminar
  2. Concordo, um dos pontos fortes do gamepass Ultimate é é por isso que tenho a xbox é poder jogar no PC e na consola duas pessoas ao mesmo tempo com a mesma conta. O que não compreendo é a aposta da PS nos exclusivos e afirmar que são insustentáveis talvez por que seja cada vez mais normal ver os seus exclusivos no PC. Para finalizar o sucesso de ambas está na oferta dos seus serviços, não estou para dar 70€ por um jogo com apenas 30h jogáveis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que se arriscam a passar a €80 (se forem loucos!)
      É da maneira que haverá também maior segmentação de preços, com jogos a 10, 20, 40, etc.
      De qualquer forma, estou como tu, sou cliente do Gamepass desde o primeiro dia que ficou disponível, e parece-me bem mais atractivo, ainda para mais com um leque de jogos como o que tem sido apresentado.

      Eliminar
    2. A questão é que há 30 anos atrás os jogos das consolas, SNES e Mega Drive custavam o mesmo os de agora.

      Eliminar
  3. Acrescento que o xcloud vai ser gratuito para o gamepass Ultimate mesmo a calhar para ir de férias, assim não preciso levar a caixa basta o telemóvel e o gamepad. O futuro são os serviços de ambas os jogadores agradecem.

    ResponderEliminar

[pub]