2020/07/29

Sony A7S III reforça vídeo 4K

Em vez de tentar perseguir a Canon na corrida ao vídeo 8K (com a Canon R5) a Sony preferiu reforçar as capacidades de vídeo da nova A7S III mantendo-se na mais habitual resolução 4K.

A Sony A7S III vem com um sensor de 12.1MP Exmor R e chip Bionz XR, que abdica do vídeo 8K e dos megapixeis elevados em troca das suas incríveis capacidades de captação de fotos e vídeo em baixa luminosidade. A câmara da Sony fica-se pelos 4K a 120 fps e Full HD a 240 fps, com leitura full sensor feita 3x mais rapidamente que a na A7S II, praticamente eliminando o efeito rolling shutter.

Outra das vantagens que a Sony consegue ao manter-se nos 4K, é que não fica sujeita a limites de tempo de gravação devido a aquecimento como os que a Canon faz questão de salientar para a EOS R5 e R6. Com a A7S III os utilizadores poderão gravar 4K a 120fps durante uma hora, sem problemas.
Temos ainda um viewfinder com 9.44 milhões de pontos que supera amplamente tudo o que existe no mercado, touchscreen articulado (pela primeira vez numa Sony Alpha) e dois slots de memória que suportam SDs UHS-II e CF Express Type A. A Sony diz ainda que a autonomia permite gravações 60% superiores à da geração anterior.

O preço deverá ir para os 4000 euros cá na Europa, mas é de imaginar que não faltarão interessados nas suas capacidades de gravar vídeo 4K à luz de velas... :)

3 comentários:

  1. Sensor de 12 MP? Sei que os MP não é tudo mas não ficará algo curto para fotos, principalmente para ampliação?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A A7S sempre foi orientada para baixa luminosidade, e por essa óptica mais vale ter os 12 MP e serem utilizáveis, do que ir para 30 ou 40MP e serem inutilizáveis.

      Eliminar
  2. Se o target é filmar em 4K, cada frame é 12Mp, logo faz sentido usar o sensor correto. Se não o usar, ou usa crop ou usa processamento adicional para escolher os pixeis para a resolução ou grupos de pixeis de o "pixel" final. Isso do processamento adicional faz aquecer as máquinas e a CANON está a debater-se com esse problema.

    ResponderEliminar

[pub]