2020/07/13

Troca de smartphone prolongada para os 3 anos


O tempo em que trocar de smartphone a cada ano era comum parecem ter terminado, e agora vai sendo cada vez mais comum ter pessoas a adiarem a troca de smartphone por vários anos.

Segundo um inquérito feito pelo site GSM Arena referente ao tempo que os utilizadores mantêm os seus smartphones antes de os trocarem, a maioria das pessoas disse que os mantém por três anos, embora por pouca margem face aos que dizem fazê-lo a cada dois anos (32.45% vs 31.13%). Logo de seguida temos 19.41% de pessoas que vai ainda mais longe, dizendo que mantém os seus smartphones por 4 ou mais anos; e só 10.96% diz que continua a trocar de smartphone a cada ano.



São resultados que contrastam com os obtidos em 2018, altura em que 47% dos utilizadores dizia trocar de smartphone a cada dois anos, e 20% trocava todos os anos.

É fácil compreender esta tendência. Por um lado temos hardware cada vez mais capaz, que permite que os smartphones se mantenham completamente funcionais durante bastante mais tempo sem que causem frustrações nos utilizadores que os façam sentir necessidade de trocarem de smartphone. Por outro lado, os preços cada vez mais elevados também fazem com que essas mesmas pessoas optem por prolongar o prazo de utilização para rentabilizarem o seu investimento.

E vocês... também têm prolongado o período entre troca de smartphones, ou continuem a fazê-lo todos os anos?

14 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Esses resultados produzem uma média de 2,6 anos (usando 0.5 anos para os "less than a year" e 4.5 anos para os "four or more years")

    ResponderEliminar
  3. Só se muda quando ele parte ou a bateria fica gasta.

    ResponderEliminar
  4. Por aqui ainda se usa e abusa de um OnePlus 3T de novembro de 2016. A caminhar para os 4 anos, portanto.
    Em março teve um acidente e partiu o ecrã, mas decidi mandar para a marca e reparar, em vez de comprar um smartphone novo. Aproveitei e pedi para trocarem a bateria. Por menos de 100€ fiquei com um OnePlus 3T como novo e que ainda cumpre perfeitamente!

    Mesmo que venha a trocá-lo num futuro próximo, ficarei com um smartphone completamente funcional de reserva, coisa que não tinha quando este foi para reparação.

    ResponderEliminar
  5. Nunca troquei anualmente.
    Por cá só não se usa um Galaxy S7, porque a empresa me ofereceu um iPhone e eu decidi experimentar, caso contrário ia em mais de 3 anos com o mesmo telefone.

    Há uns anos os saltos de desempenho era enormes quase de ano para ano. Atualmente, um bom mid-range de 2018 ainda dá bem conta do recado.

    ResponderEliminar
  6. Os meus dois últimos aguentei por 3 anos cada um.
    Mas considero mais fácil manter um iphone por 3 ou mais anos, graças aos updates constantes, do que android que passado 2 às vezes 3 anos e acabou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como acabou? Esse marketing da Apple está demais! Enfim...

      Eliminar
    2. So estás a ler como te interessa, eu não escrevi que tinha iPhone, só disse que é mais fácil manter um iPhone com updates oficiais do que andar a colocar os alternativos num android.

      Eliminar
  7. Tenho um iPhone 7 Plus que comprei há quatro anos. Já levou uma bateria nova. Está para durar.

    ResponderEliminar
  8. Só ricaços e pobres sem noção pra ficarem trocando todo ano !! Caríssimos demais num país onde a maioria trabalha por um prato de comida !!!👁️👁️💩💩🇧🇷🇧🇷💵💵💵💥💥

    ResponderEliminar
  9. Aqui um Samsung Galaxy S7 que acabou de levar uma bateria... quatro anos e mais virão se não houver azar!

    ResponderEliminar
  10. Compro normalmente um smartphone para
    durar os dois anos da garantia...
    Compro um de gama média...

    ResponderEliminar
  11. Ora bem, de momento roda ha quase 2 anos um Iphone SE de 128gb, o anterior era um Iphone 5 que utilizei por 4 anos e meio e ainda esta totalmente funcional, como o uso era bastante intensivo levou uma bateria nova a cada 2 anos, ficou de reserva por ter apenas 16gb e este que utilizo foi dos ultimos que a vodafone vendeu por pontos, custou me 360€ com 128gb quando o preço original era de 800€, ja existiam telemoveis mais "recentes" mas como para jogar uso um computador e dou bastante importancia ao facto do telemovel nao estorvar no bolso e realmente nao pretendo um "tablet" pra fazer chamadas e enviar emails/sms, este serve na perfeiçao! 👌

    ResponderEliminar
  12. Tenho o meu Samsung Galaxy note 3 de 2014 totalmente funcional e super bem cuidado sem marcas e sem riscos. Nos dias de hoje continua a cumprir todas as tarefas de um modo bastante aceitável. Só pretendo mudar por avaria ou acidente ou qd aparecer novo telemóvel revolucionário e a preço acessível. Até lá mantenho-me fiel e poupado.

    ResponderEliminar

[pub]