2020/08/18

Batalha entre Apple e Epic alastra-se ao Unreal


A guerra entre Epic e Apple, iniciada com a remoção do Fortnite da App Store, alastra-se agora com a suspensão de todas as contas da Epic, potencialmente afectando todos os jogos que usam o Unreal Engine.

A Apple não está disposta a fazer quaisquer favores à Epic enquanto esta põe em causa uma das suas maiores fontes de rendimento (as comissões da App Store), e por isso avança com a suspensão de todas as contas de developer da Epic - uma medida que não só afecta o Fortnite (já removido) e outros jogos da Epic, mas também o próprio Unreal Engine, motor 3D utilizado em milhares de jogos e apps.

Certamente a Apple estará a planear deixar a Epic mal vista, se os seus clientes deixarem de poder actualizar as suas apps com Unreal Engine no iOS e macOS; por outro lado, é algo que também poderá acabar por funcionar contra a própria Apple, ao demonstrar que realmente faz o que quer e lhe apetece na App Store, o que não deixa de validar as acusações de abuso do seu poder.

A Epic já recorreu aos tribunais para combater esta expulsão do iOS e Mac, mas independentemente do resultado, a única certeza é que vai ser mesmo uma batalha épica. A grande incógnita é saber se isto irá acabar com a Apple a ser forçada a abrir o acesso à App Store, ou se verá o seu domínio sobre a mesma ser reforçado pelos tribunais - e nesse caso, que vos parece um futuro onde jogos com Unreal Engine, incluindo o Fortnite, não estejam disponíveis em iOS?

1 comentário:

  1. Os mesmíssimos 30% são cobrados pela Apple, Google, Microsoft (Xbox) , Sony (PlayStation) e Nintendo.
    No Fortnite, para iOS e Android, a Epic Games criou uma opção para se fazer as compras diretamente na sua store de jogos. Dos 30%, o jogo ficava mais barato 25% ao utilizador, a Epic ficava com 5%, a Apple e a Google ficavam sem nada.
    A resposta da Apple e da Google foi a mesma: "Vão brincar para o manecas! Andamos nós a desenvolver o SO, criamos as APIs que usam nos jogos e não querem pagar tusto! O jogo já daqui para fora!"
    Com o Android a Epic não está muito preocupada. O jogo continua nos stores da Samsung e da Huawei, para os outros quem estiver familiarizado com a instalação de APKs e tiver bastante espaço livre no smartphone/tablet, desenrasca-se.
    A questão é o banimento do jogo da App Store, da Apple, donde lhe vem a maior parte do dinheiro. Com o cancelamento das contas de developer (ó surpresa, não estavam a contar com isso??!!) pode não vir nada dos outros jogos.

    Ou só acho graça é aos que ser referem aos 30% como a percentagem para gerir as lojas de apps e o sistema de pagamentos. O desenvolvimento dos equipamentos e dos SO onde correm os jogos não custam dinheiro?

    Não estou a ver um juiz a dar razão à Epic. É que a Epic pretende passar a comissão de 30% para nada, não é de 30% para 15%. Obviamente que que se a decisão for desfavorável à Apple, vai recorrer e até à decisão final a Epic fica sem dinheiro, como diz agora.

    De modos que a pergunta: "e nesse caso, que vos parece um futuro onde jogos com Unreal Engine, incluindo o Fortnite, não estejam disponíveis em iOS", podia ser: "que vos parece um futuro onde jogos com Unreal Engine, incluindo o Fortnite, não estejam disponíveis em iOS e Android". Provavelmente os developers dos jogos que trabalham para a Epic passam-se para outras empresas.

    ResponderEliminar

[pub]