2020/08/14

Fabschools desafia makers a repensar o ensino à distância na era Covid-19


Até 15 de Setembro, todos os designers, makers e educadores, estão convidados a repensar a escola e o ambiente doméstico enquanto espaço de aprendizagem, para fazer face à nova realidade da era pós Covid-19.

Estão abertas as inscrições para propostas de design de produtos ou recursos educativos que promovam o ensino em ambiente doméstico. O prazo para inscrições encerra a 15 de Setembro de 2020.

O Fablab Benfica da Escola Superior de Educação do Politécnico de Lisboa, a Distributed Design Platform e a Fab Foundation convidam designers, makers e educadores para submeterem os seus projetos online. Inspirada pela recente crise sanitária e pelo consequente fecho das escolas e confinamento das famílias que derivou da pandemia COVID-19, esta Open Call pretende realçar o potencial de resposta a estas questões por parte da comunidade maker. Procuram-se Produtos e Recursos Educativos Abertos em qualquer fase de desenvolvimento: desde soluções previamente testadas até conceitos. O objectivo deste desafio é trazer as virtudes e valores do design distribuído no apoio aos novos possíveis cenários de ensino doméstico.

Paralelamente e já em Junho, realizam-se dois workshops abertos ao público: Wikifactory Workshop no dia 25 de Junho pelas 16h00; e ScopesDF Workshop no dia 3 de Julho às 17h00. Todos a programação acontecerá online de forma gratuita e irá sendo anunciada online no decorrer da call.

A urgência do momento motivada pela crise pandémica, despertou o interesse da comunidade maker e dos espaços colectivos que lhes estão associados — Fablabs, Makerspaces, colectivos de designers e artistas — e muitos destes makers, designers, artistas, engenheiros e inventores estiveram na primeira linha de resposta à falta de equipamentos de protecção hospitalar. Os valores do design distribuído podem ter um papel crucial, ao defender o desenho de produtos ou recursos abertos e sustentáveis e por isso esta Open Call representa uma vontade de mapear e incentivar à criação de projectos e práticas educativas que potenciem o ambiente doméstico enquanto lugar de crescimento e aprendizagem.

Repensar a escola e a aprendizagem enquanto elemento integrante de um ecossistema em constante mudança - no qual a educação se distribui por um conjunto de contextos, locais, recursos e produtos - tem vindo a converter-se numa tarefa essencial e paralelamente complexa. Questiona-se, neste sentido, de que forma pode a escola adaptar-se e aprender com cenários deste tipo bem como o que poderá constituir uma evolução em termos educativos daqui em diante. Nas propostas, deve ser clara esta vocação bem como os conteúdos e estratégias de integração de familiares e cuidadores na dinâmica de aprendizagem. Também deve ser claro o acesso material aos recursos ou produtos, e à materialização dos mesmos. Todas as informações sobre os projectos, guidelines e candidaturas podem ser encontradas aqui.

No final serão selecionados 10 projetos vencedores que farão uma tour pelas próximas edições da Maker Faire em quatro países (Lisboa, Bilbao, Viena e Barcelona) e serão também destacados nos catálogos da DistributedDesign.eu e Fabschools.pt. Destes dez vencedores, serão ainda seleccionados dois projectos para serem apresentados na Distributed Design Summer School. Os mesmos ganharão um plano de mentoria do Fablab Benfica e ajudas de custo para o desenvolvimento e comunicação do projecto num valor de 700€ por projecto, bem como uma subscrição gratuita no Wikifactory.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]